Notícias

Ozzy sentiu ‘vibe ruim’ de colegas do Black Sabbath em turnê de despedida



Em entrevista ao The Inquirer, o vocalista Ozzy Osbourne falou sobre a aposentadoria do Black Sabbath, que, após uma turnê de despedida concluída em 2017, encerrou suas atividades em definitivo – devido, especialmente, aos problemas de saúde do guitarrista Tony Iommi, diagnosticado com um linfoma em 2011. Durante o bate-papo, Osbourne afirmou ter sentido “vibrações ruins” de seus colegas de banda – Tony Iommi e o baixista Geezer Butler – simplesmente “por ser Ozzy”.

O cantor revelou, inicialmente, que “não teve um ótimo momento” na turnê de despedida do Black Sabbath. “Passei 9 ou 10 anos no Sabbath, mas fiquei fora por mais de 30 anos. Com eles, sou apenas um cantor. Sozinho, faço o que quero. Estava recebendo vibrações ruins deles por ser Ozzy. Não sei, que p*rra mais eu poderia ser?”, afirmou, sem dar mais explicações.

– Leia: Ozzy Osbourne volta a negar aposentadoria com explicação bizarra

O discurso atual de Ozzy Osbourne chama a atenção, já que, há poucos meses, ele chegou a sugerir uma reunião do Black Sabbath para a edição de 2022 dos Jogos da Commonwealth. A competição, que alia países membros da Comunidade de Nações, terá sua próxima realização em Birmingham, Inglaterra, cidade natal da banda.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *