Curiosidades Notícias

‘Dark Side…’, do Pink Floyd, sincroniza com ‘Star Wars: O Despertar da Força’


Diversos usuários do fórum Reddit constataram que as músicas de “The Dark Side Of The Moon”, disco clássico do Pink Floyd lançado em 1973, sincronizam-se com o filme “Star Wars: O Despertar da Força”, de 2015. Sabe-se, há algum tempo, que o álbum da banda de Roger Waters e David Gilmour também casa com o longa “O Mágico de Oz”, de 1939.

Conforme destacados pelos internautas do Reddit, várias letras das músicas de “The Dark Side Of The Moon” coincide com eventos exibidos em “Star Wars: O Despertar da Força”. É destacado, porém, que é preciso estar em um “certo estado mental” para perceber a conexão.

Veja, a seguir, os oito primeiros minutos de “Star Wars: O Despertar da Força” com o fundo musical de “The Dark Side Of The Moon” (em inglês e sem legendas).

O site Consequence of Sound chegou a listar alguns eventos que mostram a conexão entre o disco e o filme.

– Quando Poe (Oscar Isaac) acorda na câmara de tortura de Kylo Ren (Adam Driver), a letra de “The Great Gig In The Sky” diz: “I’m not afraid of dying/ Anytime will do” (“Não estou com medo de morrer / A qualquer momento, irei morrer”). O grito da música acontece exatamente quando Poe abre a boca.

– “Time” toca quando vemos a repetitiva mundanidade da vida de Rey (Daisy Ridley) ganhando a vida com aparelhos eletrônicos antigos.

– O trecho da letra de “Us And Them” que diz “And after all, we’re only ordinary men” (“E, depois de tudo, somos apenas homens comuns”) é cantado assim que Finn (John Boyega) diz a Rey que os combatentes da Resistência se parecem com ele. “Alguns de nós”, ele diz. “Outros parecem diferentes.” A música também se sincroniza com a Batalha de Takodana.

– Durante duas vezes, no verso “Keep your hands of my stack” (“Tire as suas mãos do meu monte”), alguém pega um sabre de luz. Primeiro, é Rey pegando o sabre de Luke Skywalker (Mark Hamill). Depois, é Han Solo (Harrison Ford) com o de Kylo.

– Na cena que parece dar fim ao filme, a câmera foca em Han Solo. O trecho “I never said I was afraid of dying” (“Eu nunca disse que tinha medo de morrer”), de “The Great Gig In The Sky”, sincroniza com o momento. No fim real do longa, “Brain Damage” se encaixa quase que na íntegra.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Apaixonado por rock desde a pré-adolescência, começou a escrever sobre música na internet em 2007. Anos depois, co-fundou o site Van do Halen e trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia. Atualmente, é redator-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia sites como o Cifras, Ei Nerd e outros. Também é redator do Whiplash.Net, o maior site de rock e heavy metal do Brasil.
http://igormiranda.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *