Megadeth sofreu pressão para ficar menos metal nos anos 1990

O baixista David Ellefson disse, em entrevista ao Sixx Strings, que houve pressão para que o Megadeth ficasse mais comercial na década de 1990. A ideia era que a banda se aproximasse mais do rock e fugisse um pouco de suas raízes metálicas.

“Ao longo dos anos, especialmente no fim da década de 1990, quando tivemos grande sucesso comercial, sofremos com a pressão de fora, da gravadora, até dos empresários, para nos encaixarmos em algo mais rock, na veia mainstream, e não funcionou para nós. Demorou vários anos até que retomássemos o caminho devido”, afirmou.

- Advertisement -

Ellefson destacou o bom trabalho feito com “Dystopia”, justamente pela retomada às raízes thrash metal. “‘Dystopia’ é um grande disco de metal e fizemos com esta intenção. Dave Mustaine até disse, ‘olha, se isto não funcionar, não tenho mais ideia’. E é engraçado, porque estávamos trabalhando em riffs complexos e arranjos e, no fim do dia, é o que nossos fãs querem de nós”, disse.

Leia também:  A opinião de Steve Morse sobre Simon McBride no Deep Purple

Veja também:
David Ellefson fala da felicidade do Megadeth em ganhar Grammy
Novo disco do Megadeth pode começar a ser gravado em 2017
5 discos solo que foram lançados sob o nome de bandas

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesMegadeth sofreu pressão para ficar menos metal nos anos 1990
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades