Sebastian Bach critica Ted Nugent: “ser racista é uma fraqueza”

Em publicação feita no Twitter, o vocalista Sebastian Bach rebateu recentes críticas feitas pelo guitarrista Ted Nugent.
O guitarrista classificou Bach como uma pessoa “fraca”, por conta de seus vícios, entre outros motivos (a declaração na íntegra pode ser conferida ao final da publicação). A resposta do cantor foi objetiva: “Ser racista é uma p*rra de uma fraqueza”, afirmou.
Ted Nugent e Sebastian Bach trabalharam juntos no projeto “SuperGroup”, reality show da VH1, junto de Scott Ian (Anthrax), Evan Seinfeld (Biohazard) e Jason Bonham (Black Country Communion, Bonham). O cantor já havia criticado o guitarrista no passado, pelas posições políticas extremamente conservadoras.
Veja a declaração de Ted Nugent sobre Sebastian Bach na íntegra: “Eu amo Sebastian Bach, ele tem muito talento e é um gentleman, mas ele é fraco. Não entende o conceito do corpo como um templo sagrado. Não sabe de contabilidade. Não entende de forma clara como seus venenos acabaram com a vida dele. Os relacionamentos dele também. Se ele estiver ouvindo isso, saiba que te amo. Mas se é o Sebastian bêbado, não chega perto do que ele é quando sóbrio. Não é uma opinião de Ted Nugent, é um truísmo científico”.

Leia também:  As atrações funk no único dia rock do Rock in Rio 2024
ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasSebastian Bach critica Ted Nugent: "ser racista é uma fraqueza"
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades