Os dois mitos sobre Van Halen que são totalmente falsos, segundo Mark Kendall

Guitarrista do Great White assistiu Eddie e companhia em seus primórdios e desmente lendas

A revolução que o Van Halen causou na cena ajudou a criar algumas lendas que se espalham até hoje. Mark Kendall, guitarrista do Great White, assistiu ao grupo em seus primórdios e não ajudou a disseminar essas histórias. Ao contrário, ele prefere esclarecer os fatos.

Em entrevista ao Booked on Rock, o músico fez questão de detalhar as coisas como viu à época. O primeiro era que, na hora de executar a técnica do tapping, Eddie Van Halen virava de costas para a plateia, na intenção de esconder a habilidade de possíveis imitadores.

- Advertisement -

Ele contou, conforme transcrição do Ultimate Guitar:

“Eu nunca vi isso. Ouvi pessoas dizendo que acontecia, mas jamais o vi virar as costas para o público. Até porque demorou muito tempo para ele começar a tocar ‘Eruption’ ao vivo.”

Mark ainda ressaltou que o colega de instrumento sequer usava um modelo de guitarra adequado para os malabarismos que realizou posteriormente.

“Ele nem tinha alavanca na guitarra. Tocava em uma Les Paul quando o vi pela primeira vez. Você o via trocar de guitarra e tudo mais. Mas a alavanca veio depois, junto com o tapping. Mas eu nunca o vi virar as costas e tentar esconder o que estava fazendo ou algo assim.”

David Lee Roth, um cara legal

Outro mito tem a ver com o estrelismo de David Lee Roth. Kendall deixa claro que o vocalista era uma figura bastante acessível.

Leia também:  Mr. Big se despede em paz e curiosamente renovado com “Ten”

“Ele era um doce de pessoa, na verdade. Conversamos algumas vezes. Um dia eu estava jogando em um torneio de sinuca em um bar de Pasadena e ele estava na parte de cima comendo. Subi, sentei e conversamos. Meu irmão já tinha saído com ele antes. Dave tem essa reputação de ser um cara de ego grande, mas ouviu tudo que falei sobre mim. Ficava perguntando: ‘O que você está fazendo? Como está a banda?’ e coisas assim. Gostava de se envolver em conversas, não era só ‘eu, eu, eu, eu’. Falava e escutava.”

Van Halen nos primórdios

Apesar de ter lançado o primeiro álbum apenas em 1978, o Van Halen já era uma banda consolidada na cena californiana anos antes. O quarteto tocava covers e músicas autorais no circuito de clubes e bares local, desenvolvendo grande reputação.

A grande virada veio em 1976, quando foram descobertos por Gene Simmons (Kiss), que lhes financiou e produziu a primeira demo. O registro despertou a atenção da Warner, fazendo com que o grupo alcançasse o sucesso e mudasse a história do hard rock.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesOs dois mitos sobre Van Halen que são totalmente falsos, segundo Mark...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades