Rob Halford revela como era trabalhar em sex shop quando entrou para o Judas Priest

Metal God buscou inspiração no que via durante o trabalho para eternizar o visual que caracterizaria o headbanger tradicional

Antes da fama, Rob Halford chegou a trabalhar em um sex shop para se sustentar. O período acabou o ajudando em termos de inspiração, já que a temática influenciou o visual de couro adotado pelo Judas Priest após os primeiros anos de carreira – e que se tornariam sinônimo de vestuário heavy metal para todas as gerações posteriores.

Em entrevista de 2020 à revista Kerrang!, o Metal God recordou o período. Sem qualquer sinal de constrangimento ao abordar o assunto, deu até um panorama dos produtos que vendia em um período da história onde entrar em uma loja do tipo era um tabu ainda maior que atualmente.

- Advertisement -

Ele disse, conforme resgate do Ultimate Guitar:

“Vendia consolos, anéis penianos, revistas para o pessoal se masturbar, esse tipo de coisa. E também trabalhei no Grand Theatre em Wolverhampton, que era… Eu ia dizer mais respeitável, mas acho que ambos são bem respeitáveis. Você tem que se virar.”

Rob também faz questão de garantir que o local não era frequentado apenas por figuras excêntricas.

“Havia uma clientela interessante que ia com frequência até lá, de todos os ambientes sociais. A verdade é que todo mundo precisa desse tipo de diversão.”

Muito trabalho para Rob Halford

Ao contrário do que o leitor possa imaginar, Halford garante que a rotina era puxada como o de qualquer trabalhador, sem diversões fora dos padrões. Especialmente quando era preciso conciliar com a carreira musical.

Leia também:  O álbum ao vivo que custou menos de US$ 10 para o Mr. Big, segundo Billy Sheehan

“Às vezes tocávamos, chegávamos em casa de madrugada e às quatro da manhã tinha que levantar para ir trabalhar. Mas era necessário, especialmente quando você acredita no que está fazendo e precisa pagar as contas.”

O modus operandi seguiu por anos, até que a banda se tornasse a única fonte de renda.

“Levou cerca de 10 anos e centenas de shows por ano, mas nos tornou o que somos. E ainda é uma luta. Não estou nem um pouco amargurado, mas por trás de hotéis, aviões particulares e tudo mais, ainda é um trabalho duro. Nós nunca relaxamos, sempre estivemos na estrada ou no estúdio por quase 50 anos, mesmo durante meu êxodo nos anos 90.”

Judas Priest e “Invincible Shield”

Atualmente, o Judas Priest segue em turnê divulgando seu álbum mais recente, “Invincible Shield” (2024). O grupo excursiona pela Europa junto de Uriah Heep e Saxon. A seguir, será a vez da América do Norte. O ano se encerra com alguns shows no Japão, em dezembro.

O 19º disco de estúdio da banda alcançou o Top 20 em 26 paradas internacionais. Destaque para os 1ºs lugares obtidos na Alemanha, Áustria, Croácia, Suécia, Suíça, Escócia e Finlândia, além do 2º no Reino Unido.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesRob Halford revela como era trabalhar em sex shop quando entrou para...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades