A nada romântica forma como David Gilmour chamou Polly Samson para 1º encontro

Eterno guitarrista do Pink Floyd, que é casado com a escritora desde 1994, não se saiu muito bem com as palavras durante a ocasião

David Gilmour está em um relacionamento com a escritora Polly Samson desde 1992. Dois anos mais tarde ao início, em 1994, o eterno guitarrista do Pink Floyd casou-se com a companheira, com quem não só tem quatro filhos, como também uma parceria musical. 

Apesar do relacionamento bem sucedido, o convite para o primeiro encontro não teve nada de romântico. Durante recente entrevista à edição de junho da revista Uncut, o casal relembrou o momento. 

- Advertisement -

À época, o músico decidiu chamar a então colunista do jornal The Sunday Times para acompanhá-lo num compromisso marcado no Café Royal, em Londres, na Inglaterra. No entanto, ao fazer a proposta, não se saiu muito bem com as palavras.  

Ele relembrou entre risadas:

“Nós já nos conhecíamos há algum tempo. Ele me perguntou: ‘Você poderia me acompanhar num evento no Café Royal esta noite? Porque se eu não tiver uma mulher comigo, as pessoas ficarão em cima de mim’. E interpretei que, na verdade, ele quis dizer: ‘você pode vir para impedir que as mulheres me assediem?’.”

Anteriormente, a tentativa havia sido ainda pior, segundo a escritora: 

“Acho que antes disso ele me perguntou se eu poderia esquiar com ele para cuidar de seus filhos. Eu disse: ‘não, obrigada, tô bem’.”

O próprio reconhece que a sua maneira de abordar a amada “não foi muito legal, mas funcionou”. Não é à toa que os dois logo engataram numa relação, responsável por originar o álbum “The Divison Bell” (1994) – no qual Polly co-assinou a composição de algumas das faixas, como pontuou: 

“A questão é que [o relacionamento] envolve a relação de David com as palavras. E se estende para sua primeira tentativa de me fazer compor letras para suas músicas. Tínhamos acabado de começar a morar juntos. Eu era uma mãe solteira que tinha acabado de contrair mononucleose [conhecida como doença do beijo], então David teve que cuidar de mim.”

Por fim, o artista acrescentou:

“Essa foi a primeira semana de sessões com Nick [Mason] e Rick [Wright] que se transformaria no álbum ‘The Division Bell’.”

Leia também:  Ian Gillan escolhe a banda mais importante entre Sabbath, Purple e Zeppelin

Polly Samson e David Gilmour

Entre 1975 e 1990, David Gilmour foi casado com outra mulher: a artista Virginia “Ginger” Hasenbein. Juntos, também tiveram quatro filhos.

Em contrapartida, no passado, Polly Samson viveu um relacionamento com o poeta e dramaturgo Heathcote Williams, de quem ficou grávida do filho Charlie. No entanto, o guitarrista do Pink Floyd assumiu a paternidade da criança.

Pink Floyd e “The Division Bell”

“The Division Bell” foi lançado em 28 de março de 1994. O título é uma referência aos sinos do parlamento do Reino Unido, que são tocados quando é o momento de uma votação. As letras lidam com o conceito da comunicação enquanto mecanismo para resolver diferenças.

Vendeu mais de 7 milhões de cópias em todo o mundo, tendo chegado ao topo de diversas paradas, incluindo Estados Unidos e Inglaterra. No Brasil, ganhou disco de platina.

As esculturas da capa, desenvolvidas pelo artista Storm Thorgerson, estão atualmente na sede do Rock and Roll Hall of Fame, em Cleveland, Estados Unidos.

A turnê foi vista por mais de 5 milhões de espectadores e rendeu o álbum/vídeo “P.U.L.S.E.” (1995), que trouxe a execução de “The Dark Side Of The Moon” (1973) na íntegra.

David Gilmour atualmente

“Luck and Strange”, próximo trabalho de David Gilmour, chega a público por meio da Sony Music no dia 6 de setembro. Em comunicado, o eterno guitarrista do Pink Floyd contou que o sucessor de “Rattle That Lock” (2015) começou a ser desenvolvido durante a pandemia de covid-19.

Ainda de acordo com o material à imprensa, a escritora Polly Samson, responsável pelas letras, revelou que a ideia por trás das composições reflete “o ponto de vista de se estar mais velho”. “A mortalidade é uma constante”, completou.

Para este álbum, seu quinto em carreira solo, o músico trabalhou com o co-produtor Charlie Andrew (Alt-J, Marika Hackman). De acordo com o protagonista, Andrew trouxe uma nova perspectiva.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA nada romântica forma como David Gilmour chamou Polly Samson para 1º...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades