Chechênia proíbe criação de músicas “muito rápidas” ou “muito lentas”

País estabeleceu um limite mínimo e um máximo de batidas por minuto nas composições de artistas locais

A vida não ficará fácil para quem toca speed ou doom metal na Chechênia. O governo local anunciou uma nova medida que visa proibir a criação de músicas muito rápidas ou muito lentas.

Divulgada pelo ministro da Cultura, Musa Dadayev, a decisão limita todas as composições vocais e coreográficas a um ritmo que varia de 80 a 116 batidas por minuto (bpm).

- Advertisement -

Disse a liderança política à agência estatal russa TASS, de acordo com repercussão da CNN Brasil:

“A medida garante que as criações musicais e de dança chechenas se alinhem com a mentalidade e ritmo musical checheno, com o objetivo de levar às pessoas e ao futuro dos nossos filhos a herança cultural do nosso povo.”

A Chechênia se localiza na região do Norte do Cáucaso, entre o Mar Cáspio e o Mar Negro. Sua população é quase inteiramente muçulmana. O líder político da república é Ramzan Akhmatovich Kadyrov. Ele está no poder desde 2007.

Leia também:  As atrações funk no único dia rock do Rock in Rio 2024

Repressão nacional e perseguição

Desde que ascendeu ao poder, Kadyrov é acusado de perseguir opositores e dissidentes. Também há relatos de violência contra homossexuais, incluindo assassinatos.

Em 2017, as Nações Unidas instauraram uma investigação por parte de peritos em direitos humanos. Três anos mais tarde, o Departamento de Estado dos EUA o sancionou pelo “envolvimento em graves violações dos direitos humanos”.

Em resposta, Ramzan disse que não havia gays no país e que, se houvesse, deveriam ser retirados da região. Seu governo também subjugou o movimento separatista checheno, que lutou pela independência da Rússia durante quase duas décadas.

Leia também:  Edu Falaschi adia shows em Curitiba, Porto Alegre e Florianópolis

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasChechênia proíbe criação de músicas “muito rápidas” ou “muito lentas”
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades