Quando um chapado John Frusciante sabotou show do Red Hot Chili Peppers na TV

Guitarrista, sob efeito de heroína, tocou "Under the Bridge" de maneira improvisada e fora do tom durante o "Saturday Night Live" em 1992

Em fevereiro de 1992, o Red Hot Chili Peppers participou do tradicional programa americano “Saturday Night Live”. Durante a atração, a banda apresentou duas faixas com o intuito de divulgar o, até então, recém-lançado álbum “Blood Sugar Sex Magik” (1991). Contudo, as coisas não saíram como planejado. 

John Frusciante vivia um momento de tensão com os colegas – tanto é que deixou o grupo pela primeira vez pouco depois. Logo na primeira performance, de “Stone Cold Bush”, era perceptível o clima esquisito entre os integrantes.

- Advertisement -

Para piorar a situação, o guitarrista ainda estava drogado. Acabou sabotando os músicos em plena TV na canção seguinte.

Em sua autobiografia “Scar Tissue” (via Classic Rock), Anthony Kiedis relembra o episódio com detalhes. Segundo o vocalista, o maior problema aconteceu na execução de “Under the Bridge”, já que Frusciante, provavelmente sob o efeito da heroína, tocou fora do tom e de maneira confusa e improvisada. 

Inicialmente, ele contou no livro: 

“O programa começou e fizemos nosso primeiro número, ‘Stone Cold Bush’, que foi bem. Então chegou a hora de ‘Under the Bridge’. Ouvi dizer que John tinha usado heroína, mas ele bem poderia estar em outro planeta, porque começou a tocar uma m#rda que eu nunca havia escutado antes. Não fazia ideia de que música ele estava tocando ou qual era o tom. Até hoje John nega que estivesse tocando fora do tom. Segundo ele, estava experimentando, como se estivesse ensaiando. Bem, não estávamos, estávamos ao vivo na TV diante de milhões de pessoas, e foi uma tortura.”

Diante da magnitude da performance, Kiedis levou a questão para o pessoal. Em sua cabeça, o guitarrista teve a atitude apenas para confundi-lo e prejudicá-lo. Com o passar do tempo, o embate só piorou.

Leia também:  O ingrediente que faz o AC/DC ser fenomenal, segundo Carlos Santana

“Eu me senti como se tivesse sido esfaqueado pelas costas e achei que ele fez isso só para me f#der. Pareciam quatro pessoas diferentes tocando quatro canções diferentes. A dor durou muito tempo, porque voltamos para a Europa e o comportamento de John ficou ainda mais instável. Quando era hora de seu solo, ele puxava o cabo da guitarra e fazia um som irritante, depois o ligava de novo, se tivesse vontade.”

Primeira saída de John Frusciante

Com a morte de Hillel Slovak, John Frusciante entrou para o Red Hot Chili Peppers, em 1988. Ele tinha apenas 18 anos e era quase uma década mais jovem que os demais membros.

Primeiramente, o guitarrista gravou “Mother’s Milk” (1989) e logo caiu na estrada com o grupo. Foi quando o músico– que, até então, tinha um histórico de sobriedade – teve contato com as drogas.

John reconhece que começou a usar substâncias com o intuito de se entrosar. No entanto, acabou tornando-se dependente de heroína, o que comprometeu o seu dia-a-dia.

Leia também:  A diferença entre Robert Plant e Paul Rodgers, segundo Jimmy Page

Paralelamente, outro problema, de natureza musical, começou a emergir: Frusciante preferia produzir em estúdio do que embarcar em longas turnês. Isso já o deixou desconfortável durante a excursão do “Mother’s Milk”, mas piorou após “Blood Sugar Sex Magik” (1991) ter sido finalizado e ganhado grande repercussão.

Diante de tudo isso, o guitarrista não soube lidar com o próprio sucesso. Ele dizia que a banda era “popular demais” e que não precisava daquele nível de reconhecimento. Assim, durante os shows, errava algumas músicas de propósito, só para implicar com os integrantes – como o caso do “Saturday Night Live”.

A gota d’água aconteceu no dia 7 de maio de 1992. John se recusou a tocar com a banda em uma cidade no Japão. Ele foi convencido pelos demais músicos a fazer o show, mas abandonou o grupo logo depois da ocasião.

Anos mais tarde, em 1998, ele retornou à banda, permanecendo até 2009, quando saiu pela segunda vez. Mais recentemente, reuniu-se com os colegas em 2019, e, agora, segue na formação atual do Red Hot.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesQuando um chapado John Frusciante sabotou show do Red Hot Chili Peppers...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades