A história de quando Dave Grohl conheceu o AC/DC graças a Paul McCartney

Confraternização aconteceu no ano de 2015, logo após a cerimônia de entrega do Grammy

Desde que se conheceram em 2002, durante o “Concert for George” no Royal Albert Hall em Londres, os caminhos de Dave Grohl e Paul McCartney se cruzaram em vários momentos dentro e fora do palco. O Beatle foi capaz até mesmo de reunir os remanescentes do Nirvana, ocupando a posição de Kurt Cobain.

Outro favor que a alma gêmea artística de John Lennon fez foi apresentar o AC/DC ao frontman do Foo Fighters. O momento aconteceu após a cerimônia do Grammy de 2015, quando os australianos subiram ao palco divulgando seu então mais recente álbum, “Rock or Bust”.

- Advertisement -

Em 2021, Grohl recordou o momento ao Anders Bøtters Tiny TV, conforme transcrição do Far Out Magazine. Ele contou:

“Eu não estava me apresentando naquela edição do Grammy, fui entregar um prêmio ou algo assim. Tenho sorte de dizer que Paul McCartney é um amigo e eu o amo muito. Por mais que seja um herói meu, também é um homem muito gentil e um amigo. E ele estava na cidade também. Ligou e perguntou: ‘o que você vai fazer depois do Grammy?’. Respondi: ‘acho que talvez eu, Pat [Smear, guitarrista] e Taylor [Hawkins, falecido baterista] vamos apenas sair para jantar’.”

“Posso levar o AC/DC?”

O compromisso ficou estabelecido. Mas não parou por aí. Dave acabaria tendo uma grande surpresa.

Leia também:  Como Lemmy migrou da guitarra para o baixo

“Paul encontra o AC/DC em um hotel ou algo assim. E eles perguntaram: ‘o que você vai fazer depois do show?’ E ele disse: ‘vou jantar com o Foo Fighters, vocês querem ir?’ Então, a esposa de Paul liga para a minha esposa e ela me pergunta: ‘ei, você se importa se o AC/DC vier jantar?’ E eu nunca tinha conhecido o AC/DC.”

O momento foi um deleite para o Dave Grohl jovem, que se apaixonou pelos australianos graças ao cinema.

“Quando eu tinha talvez – não sei – dez anos, fui ver aquele filme ‘Let There Be Rock’, o filme-concerto ao vivo, em uma sala de cinema. Isso foi antes de eu me tornar um garoto do punk rock. Foi a primeira vez que vi uma apresentação e ouvi uma música que me fez querer quebrar alguma coisa. E ainda hoje, uso isso como referência de como gosto de fazer um show. Eu quero ser como o AC/DC em ‘Let There Be Rock’. Aquilo é uma banda ao vivo! Então, tivemos um jantar lindo. Havia uma banda de jazz tocando. Foi uma das melhores noites de toda a minha vida.”

Foo Fighters e AC/DC

Em vários momentos da carreira o Foo Fighters executou músicas do AC/DC ao vivo. Uma delas foi a própria “Let There Be Rock”. No tributo a Taylor Hawkins, o vocalista Brian Johnson se juntou ao grupo, além do baterista Lars Ulrich (Metallica).

Leia também:  Eric Clapton elogia posicionamento político do “irmão” Roger Waters

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA história de quando Dave Grohl conheceu o AC/DC graças a Paul...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades