As duas ocasiões em que Slash foi considerado para entrar no Stone Roses

Guitarrista do Guns N’ Roses foi sondado para substituir John Squire no grupo de Manchester

A ideia de ver Slash assumindo o lugar de John Squire no Stone Roses parece um tanto quanto insólita e fadada a um desfecho obviam;ente negativo. Porém, ela chegou a ser efetivamente considerada pelo grupo de Manchester.

A banda não conseguiu manter o frisson da estreia com o lançamento do seu segundo álbum, “The Second Coming” (1994). Apesar de contar com alguns hits, como “Love Spreads” e “Ten Storey Love Song”, o resultado geral não foi o imaginado por nenhum dos envolvidos.

- Advertisement -

Mesmo assim, o conjunto foi escalado como headliner do Glastonbury Festival do ano seguinte. Era a chance de provar que o tropeço não seria capaz de estragar o que havia sido conquistado até então.

No entanto, nos meses que antecederam a apresentação, o baterista Reni saiu após um desentendimento com o cantor Ian Brown. Semanas mais tarde, Squire saiu de férias para a Califórnia e quebrou a clavícula em um acidente de mountain bike, o que o impediu de se apresentar no Glastonbury.

No final das contas, o Stone Roses desistiu da apresentação. Antes, chegou a ser sugerido que Slash assumisse a função apenas para o show no prestigiado festival.

O vocalista lembrou a importância do evento em 2009 à revista Uncut, em resgate do Far Out Magazine:

Leia também:  Axl Rose lança seu primeiro site oficial próprio

“Aquela vaga de 1995 no Glastonbury era nossa chance de mostrar que estávamos de volta. Porém, como o destino quis, não era para ser. John quebrou a clavícula, o Pulp nos substituiu e decolou a partir daí. Mas sim, as coisas poderiam ter sido diferentes se tivéssemos feito aquele show.”

Do Guns N’ Roses ao Stone Roses?

O próprio Ian Brown se confessou surpreso com a disponibilidade de Slash para quebrar o galho. Porém, quando soube, já era tarde.

“A única razão pela qual não fizemos aquele show foi porque John quebrou a clavícula. Não queríamos arrumar outro músico na época. Mais tarde, descobri que poderíamos ter pegado Slash, ele estava disposto a fazer isso. Poderia ter sido bom, mas não teria sido a mesma coisa. Éramos uma banda e não queríamos tocar com outro guitarrista.”

O novo possível vínculo com o Stone Roses

John Squire deixou o Stone Roses definitivamente em 1996. Isso abriu outra oportunidade para Slash se juntar ao grupo.

No entanto, a posição acabou preenchida por Aziz Ibrahim. Anos depois, o guitarrista disse ao Stagelift Podcast que o guitarrista do Guns N’ Roses foi novamente considerado — principalmente porque os membros da banda sabiam que isso iria irritar seu ex-companheiro.

Leia também:  Executiva conta como festivais convenceram Slayer a voltar

“Eu sei que houve audições – Slash se ofereceu para tocar. Houve muita amargura, raiva e assim por diante quanto a John. Talvez quisessem irritá-lo, então pensaram: ‘vamos pegar o maior ícone do rock de todos os tempos’. Slash estava na Inglaterra com o Snakepit, o empresário conhecia os Roses e queria trabalhar com o grupo.”

Slash e John Squire

Slash manteve uma carreira prolífica nos anos seguintes, tanto como artista solo quanto com bandas como o Velvet Revolver. O ansiado retorno ao Guns N’ Roses aconteceu em 2016.

O Stone Roses encerraria atividades no mesmo ano, retornando entre 2011 e 2017, novamente com John Squire. Recentemente, o guitarrista deu início a uma parceria com Liam Gallagher. O primeiro álbum da dupla, “Mars to Liverpool”, sai dia 1º de março.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesAs duas ocasiões em que Slash foi considerado para entrar no Stone...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades