O quanto George Harrison gravou de “Now and Then”, música final dos Beatles

Contribuições do guitarrista foram registradas na década de 1990; Paul McCartney também quis homenageá-lo na canção com certo acréscimo

No último mês de novembro, chegou a público a chamada “música final” dos Beatles. “Now and Then” contém a participação de todos os quatro membros do Fab Four, incluindo John Lennon — responsável por compor e gravar a demo inicial dfaixa — e George Harrison, falecidos respectivamente em 1980 e 2001.

­

- Advertisement -

Juntamente de Paul McCartney e Ringo Starr, Harrison trabalhou na música em questão durante a década de 1990. À época, os músicos não conseguiram concluir o material, que ficou de lado. Ao retomarem a ideia nos últimos anos (com George já não estando mais entre nós), os membros remanescentes resgataram a contribuição. 

Como explicou o produtor Giles Martin à edição de janeiro de 2024 da revista Classic Rock, tanto a guitarra base quanto o violão presentes em “Now and Then” foram tocados por George. Apenas o solo teve idealização e execução de Macca.

“George gravou o violão e a guitarra, ambos base. O solo de guitarra da faixa foi composto e tocado por Paul antes dele me procurar. Foi feito como uma espécie de homenagem a George. É Paul imitando George, se preferir [risos]. Ele estava pensando: ‘ok, o que George teria feito aqui?’. Na verdade, isso aconteceu durante todas as sessões, era bastante óbvio que Paul estava realmente sentindo falta de seus amigos e tentando respeitá-los e fazer o que eles queriam que ele fizesse.”

Além disso, McCartney foi quem entrou em contato com Starr e chamou o baterista, segundo o profissional. 

Leia também:  Exclusivo: Marko Hietala fala sobre saída do Nightwish, saúde mental e Tarja

“Eu disse ao Paul ‘devíamos pedir ao Ringo para regravar a bateria’ e ele concordou. Acho que ele já tinha falado com Ringo ou Ringo sabia que ele estava gravando a música. Porque liguei para Ringo tipo numa terça-feira à noite e ele me respondeu: ‘eu sei por que você está me ligando. Você quer que eu toque bateria em uma música dos Beatles’. Então Paul já devia ter telefonado para ele.”

Paul McCartney emulando George Harrison

No minidocumentário “Now and Then – The Last Beatles Song”, disponível no YouTube, Paul comenta sobre o acréscimo do solo. O intuito era seguir o estilo de George Harrison, mesmo sendo uma adição, e homenagear o amigo. 

“Na canção, há um novo solo de guitarra. Tínhamos mantido as partes de guitarra do George gravadas em 1995 e pensei que gostaria de fazer um solo com slide ao estilo de George. Foi realmente uma homenagem para ele.” 

Beatles e “Now and Then”

“Now and Then” foi composta e cantada por John Lennon; especula-se que em 1977, quando a banda não existia mais. Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr desenvolveram a canção na década de 1990, quando o músico já havia nos deixado.

Leia também:  Dire Straits Legacy confirma 8 shows no Brasil entre abril e maio

Anos atrás, em 1995, havia rumores de que a música seria disponibilizada como um single do projeto “The Beatles Anthology” (1995) – que lançou ao público “Free as a Bird” e “Real Love”. Mais tarde, em 2007, o jornal Daily Express revelou que Paul tinha planos de soltar uma versão finalizada da canção, com uma performance de arquivo do guitarrista George Harrison, morto em 2001, além de Ringo Starr na bateria e eventuais acréscimos na letra.

A ideia foi deixada de lado no período, mas em 2021, desta vez para a The New Yorker, o eterno baixista do Fab Four confirmou o desejo de concluir a música. Ao tomar conhecimento das novas possibilidades, o músico se sentiu ainda mais encorajado a seguir em frente no trabalho.

Como esclarecido por Paul McCartney anteriormente no X/Twitter, a inteligência artificial foi usada em “Now and Then” apenas para ajustar questões técnicas. A voz de John Lennon não foi emulada; é real.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasO quanto George Harrison gravou de “Now and Then”, música final dos...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades