Justiça do Chile rejeita pedido para cancelar shows de Roger Waters por antissemitismo

Artistas locais se mobilizaram a favor das apresentações do britânico em um manifesto conjunto

Marcadas para este sábado (25) e domingo (26), as apresentações de Roger Waters em Santiago, Chile, poderão acontecer normalmente no Estadio Monumental David Arellano. O Comitê Representativo de Entidades Judaicas local se mobilizou para impedir os eventos, mencionando suposto “histórico de incitação ao ódio antissemita” por parte do britânico.

Porém, a Justiça do país rejeitou a demanda. Em decisão oficial (via Cooperativa / NME), o judiciário argumentou que “não foram citados fatos que poderiam configurar uma violação constitucional”.

- Advertisement -

Além disso, um grupo de cerca de 60 artistas chilenos enviou carta à corte pedindo que os shows fossem realizados. Diz um trecho da manifestação conjunta:

“A referida ação, para além do seu fundamento retórico, procura censurar antecipadamente as críticas ao assassinato de crianças, aos bombardeamentos de campos de refugiados, a hospitais, ao assassinato de funcionários das Nações Unidas, entre outros crimes cometidos pelo governo (de Israel) liderado pelo ultradireitista Benjamin Netanyahu.”

Nos últimos dias, o ex-líder do Pink Floyd precisou lidar com uma série de contratempos durante a parte latino-americana da turnê “This is Not a Drill”. O que mais repercutiu foi a negativa de hospedagem em hotéis na Argentina, Uruguai e Colômbia.

Leia também:  CPM 22 conclui gravações de novo álbum: “finalmente”

Durante a apresentação em Buenos Aires, o músico declarou:

“Por alguma razão, as pessoas que são donas de muitos hotéis desta cidade não me deixaram me hospedar aqui. Vai entender. Na verdade, eu sei porque eles não me deixaram e eu vou contar para vocês agora e aí eu vou sentar e cantar uma música e então só vamos cantar músicas. Mas eu tenho que dizer isso. A razão pela qual eles não me deixam hospedar nos hotéis em Buenos Aires é porque eu acredito nos direitos humanos. Eu acredito. Eu sempre acreditei. Fui ensinado sobre direitos humanos pela minha mãe quando eu era pequenininho eu nunca esqueci. Então, os direitos humanos são a questão básica aqui. Mas agora, se isso pode ser um tanto controverso, se conseguirmos convencer os poderes constituídos e insistir na igualdade dos direitos humanos para todos os nossos irmãos e irmãs independentemente de sua etnia ou religião ou nacionalidade do Rio Jordão até o Mar Mediterrâneo não haverá mais problema.”

Roger Waters na América do Sul

Após o Chile, Waters passa por Peru, Costa Rica, Colômbia e Equador, permanecendo na estrada até o início de dezembro.

Leia também:  Todos os filmes dos Beatles no formato cinebiografia já lançados

O Brasil recebeu 7 concertos entre o final de outubro e primeira quinzena de novembro. As cidades agraciadas foram Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte e São Paulo – esta última com 2 shows.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasJustiça do Chile rejeita pedido para cancelar shows de Roger Waters por...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades