Quando Phil Lynott falou sobre curtir heroína em programa de TV matinal

Dependência da substância levaria o líder do Thin Lizzy a morte sofrida pouco mais de um ano depois

A batalha de Phil Lynott contra a dependência química teve desfecho trágico em 4 de janeiro de 1986. O baixista e vocalista do Thin Lizzy sucumbiu ao vício, não sem antes sofrer muito. Os últimos meses foram de dor constante e internações. Amigos e colegas de banda sequer conseguiam suportar ver o astro do rock imponente se tornar uma pessoa frágil e incapaz de reagir.

No dia 13 de outubro de 1984, o músico irlandês compareceu ao programa “Good Morning Britain”, da emissora televisiva inglesa ITV. Virado de um show na noite anterior com o Grand Slam, sua então nova banda, Phil participou de uma discussão com os apresentadores da atração sobre o uso de drogas.

- Advertisement -

Um momento particular veio quando o assunto passou a ser a heroína e seus perigos. Lynott foi questionado sobre seu vício e como lidava com a situação. Ele respondeu, conforme transcrição da Classic Rock:

“Em primeiro lugar, não acho que eu seja um viciado. Já brinquei bastante com isso e conheço viciados suficientes. Em segundo lugar, não acho que a batalha acabou, a batalha com a droga nunca termina de verdade.”

A seguir, Phil passou a dar uma explanação que não parecia ser a mais adequada para um programa matinal.

“A coisa assustadora sobre a heroína é que… e novamente, sem tentar glamourizar a droga em tudo… é que é muito agradável de tomar. Ela corta a realidade. Se você tem muitos problemas e quer apenas… quero dizer, seria tão fácil para mim chegar na televisão e dizer: ‘Ei, aqui é o poço, não faça isso!’ O que nunca é transmitido muito bem na televisão é como isso pode ser divertido.”

Enquanto outros convidados olhavam sem palavras, Lynott continuou:

“Mas depois que você passa por essa fase inicial, você se torna dependente da droga. Nunca cheguei ao estágio em que me tornei tão viciado que meu corpo ansiava fisicamente por isso. Mas, mentalmente, essa batalha continuará pelo resto da minha vida.”

O clipe foi exibido novamente no “Good Morning Britain” em 6 de janeiro de 1986, dois dias após a morte de Lynott por pneumonia e insuficiência cardíaca devido à septicemia desenvolvida devido ao seu vício em heroína.

Leia também:  Quando Don Dokken salvou o Scorpions após Klaus Meine perder a voz

A homenagem pode ser vista no vídeo abaixo. A primeira parte apresenta uma entrevista com Meat Loaf e Lynott em 1984. A seção em que Phil fala sobre seu vício começa em torno da marca de 6 minutos e 20 segundos.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesQuando Phil Lynott falou sobre curtir heroína em programa de TV matinal
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades