A fortuna que herdeiros de João Gilberto receberão de gravadora após processo

Perícia inicial apontava que EMI Records Brasil deveria pagar indenização de R$ 13,5 milhões, mas espólio do cantor não concordou com o valor

A Justiça determinou que os herdeiros de João Gilberto receberão uma indenização milionária da gravadora EMI Records Brasil (pertencente à Universal Music). Ainda em 1997, o cantor falecido em 2019 moveu uma ação contra a empresa. 

O motivo envolveu o lançamento de uma coletânea remasterizada sem sua autorização e, segundo o artista, com alterações significativas na sonoridade e na ordem das faixas. Caetano Veloso, que testemunhou no caso, chegou a afirmar que, “em virtude da péssima qualidade da masterização e do processamento, João Gilberto sofreu e continua sofrendo incalculáveis prejuízos”. 

- Advertisement -

Depois de anos em pé de guerra, uma análise da perícia em 2019 estimou que a indenização deveria ser de R$ 13,5 milhões. No entanto, o espólio do cantor não aceitou o valor e recorreu. 

Levando em consideração a correção monetária, vendas de disco nacional e internacionalmente e juros, a quantia final foi de R$ 150 milhões, aprovada pelos desembargadores da 14ª Câmara de Direito Privado do Rio de Janeiro na última terça-feira (17).    

Depois que a EMI fizer o pagamento, a fortuna será dividida entre os filhos de João Gilberto: a cantora Bebel Gilberto, João Marcelo e Luísa Carolina. A assessoria do advogado Leonardo Amarante, que representa Luísa, afirmou ao Estadão que “todos os fatos foram analisados e a discussão sobre eles foi encerrada no julgamento de ontem, não podendo ser retomada em sede de recurso especial”.

Sobre João Gilberto

Em janeiro último, a revista Rolling Stone publicou uma lista com os “200 melhores cantores da história”. João Gilberto apareceu na 81º posição do ranking, com a seguinte justificativa:

“Um dos movimentos culturais mais poderosos a surgir na América Latina, a bossa nova contou com três fundadores: Antônio Carlos Jobim como compositor, Vinicius de Moraes como letrista e o discreto João Gilberto como cantor e violonista. Mestre da sutileza cosmopolita, o baiano murmurava e sussurrava com uma facilidade que fazia com que cada música parecesse um encontro casual de amigos. Esse estilo poético e aconchegante combinava perfeitamente com as narrativas da bossa sobre apreciar a vida na praia de Copacabana. O álbum de estreia de Gilberto, lançado em 1959, deu o tom da revolução que se seguiu, e o clássico jazzístico ‘Getz/Gilberto’, de 1964, resumiu sua energia com a faixa “Garota de Ipanema”, que ele interpretou acompanhado do inglês não tradicional de sua esposa Astrud.”

Leia também:  João Gordo diz que estava “empacotando” antes de perder 50 kg

Já neste mês de outubro, a mesma publicação colocou Gilberto entre os 250 melhores guitarristas da história — na posição 142. O texto afirma:

“‘Tem que ser muito silencioso para eu produzir os sons que estou pensando’, disse João Gilberto. Mas o som tranquilo do cantor e guitarrista brasileiro ecoou por toda parte, especialmente quando o álbum ‘Getz/Gilberto’, de 1964, transformou a bossa nova em um sucesso global. O estilo acústico de Gilberto mesclava ritmos de samba e acordes de jazz, transformando imediatamente a música de seu país natal e influenciando também gerações do pop e do rock. Seu canto frio e íntimo fazia com que sua execução elegante parecesse enganosamente alegre, mas na raiz de sua música estava um forte senso de timing e uma habilidade em trabalhar com fluidez padrões melódicos intrincados. ‘Aprendi tudo o que sabia com ele’, disse o titã da música brasileira Caetano Veloso, um de seus muitos herdeiros.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasA fortuna que herdeiros de João Gilberto receberão de gravadora após processo
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades