Por que Eric Clapton gostou tanto de trabalhar com o Derek and the Dominos

Supergrupo lançou apenas um álbum de estúdio, “Layla And Other Assorted Love Songs”, em 1970

Entre os casos de bandas que duraram apenas um disco, o Derek and the Dominos é um dos mais famosos. Comandado por Eric Clapton, o grupo ainda contava com o baixista Carl Radle, o baterista Jim Gordon e o tecladista/vocalista Bobby Whitlock. Esta formação registrou “Layla and Other Assorted Love Songs”.

O guitarrista Duane Allman se juntou ao grupo durante as gravações, participando de 10 das 14 faixas. O encontro foi promovido por acaso, graças ao produtor Tom Dowd, que trabalhava ao mesmo tempo com a Allman Brothers Band no disco “Idlewild South”.

- Advertisement -

Em depoimento de 2016 à revista Classic Rock (via Far Out Magazine), Clapton compartilhou suas memórias. E ao contrário do que alguns podem imaginar, os sentimentos não são nada além de positivos.

“Estava solteiro quando fiz aquele álbum. Tinha um sentimento otimista sobre me envolver com Pattie – Pattie Harrison – mas naquele momento não estávamos em um relacionamento. Era apenas algo que eu estava tentando escrever na parede. E então ‘Layla’ foi isso – uma proclamação. Mas foi o mais anônimo possível, então ela era Layla, eu era Derek.”

Em relação ao projeto, o astro da empreitada entende que não ter usado o próprio nome foi um aspecto essencial.

“O que eu realmente amei naquele álbum foi que ninguém sabia quem éramos. Fizemos até uma turnê pela Inglaterra tocando em pequenos clubes e ninguém aparecia, pois não conheciam aquele nome! Ainda assim, ali estava um quarteto que era uma das bandas mais poderosas que já estive! Assistiria a noite inteira só se fosse aquela seção rítmica. E foi uma época engraçada, porque funcionou de boca em boca. Quando começamos a turnê, aos poucos as pessoas falavam de nós e diziam: ‘Quem é esse?’ ‘O que é essa banda?’ Meio que foram descobrindo. Foi a experiência mais pura que já tive em termos de fazer um disco e depois promovê-lo anonimamente. É quase inédito.”

O único álbum do Derek and the Dominos

Lançado em 9 de novembro de 1970, “Layla and Other Assorted Love Songs” teve como maior sucesso a música “Layla”, inspirada no romance persa Laila e Manjum, escrito pelo poeta Qays Ibn Al-Mulawwah. Abordava o amor inicialmente não-correspondido de Clapton por Pattie Boyd, então esposa de seu amigo George Harrison. Os dois acabariam se casando posteriormente.

Leia também:  James Hetfield diz estar compondo muitas músicas entre turnês do Metallica

Além das composições próprias, o tracklist contava com versões para músicas de Jimmy Cox, Charles Segar & Willie Broonzy, Bill Myles, Chuck Willis e Jimi Hendrix.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPor que Eric Clapton gostou tanto de trabalhar com o Derek and...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades