A história de como Nile Rodgers conseguiu sua Stratocaster Hitmaker

Líder do Chic ainda contou que sua guitarra talvez seja um modelo originalmente pensado para mulheres

Nile Rodgers é sinônimo de duas coisas: ritmo e guitarra Hitmaker. O músico e produtor se tornou um dos nomes mais influentes da história da música pop graças ao seu estilo rítmico desenvolvido no Chic. E quase todos os hits da sua carreira foram compostos com seu modelo característico de Fender Stratocaster.

No episódio mais recente do podcast Shred With Shifty, apresentado pelo guitarrista do Foo Fighters, Chris Shiflett, Nile contou a história de como ele conseguiu a guitarra. Vindo do jazz, Rodgers era um adepto de guitarras hollowbody tal qual seus ídolos. E isso era um ponto de discórdia entre ele e seu principal parceiro musical, Bernard Edwards. Conforme transcrição própria, ele descreveu as brigas:

- Advertisement -

“Bernard sempre me enchia o saco pra arranjar uma Strat. Todo dia ele falava: ‘Cara, você precisa arranjar uma Strat! Essas guitarras enormes suas ficam dando feedback, quem você pensa que é? Você não é o Wes Montgomery!’. Mas eu falava: ‘Quando eu não toco com você, eu toco na ‘Vila Sésamo’, e shows de coquetel, essas coisas’.”

No entanto, durante uma turnê que os dois estavam fazendo com uma banda pré-Chic abrindo para o Jackson 5, Nile foi confrontado com uma evidência contundente da superioridade da Stratocaster em comparação às suas guitarras de jazz. Ele contou:

“A gente fazia um show em Miami Beach, nesse lugar chamado Kenny’s Castaways. Éramos a banda principal e o grupo abrindo pra gente tinha um garoto tocando uma Strat. E quando eu digo jovem, digo com afeto, porque eu tinha 20 anos, mas o moleque tinha talvez uns 17. Ele tinha uma Strat e tocava covers, porque a gente era contratado pra isso, pra tocar as canções de sucesso. Ele plugou no meu amp e soava incrível. E Bernard… você já ouviu a expressão ‘Se um olhar matasse?’. Eu juro por Deus, ele estava me dando um olhar furioso, como se estivesse falando: ‘Seu filho da p…, viu? Tá ouvindo como ele soa? E ele não consegue tocar metade do que você consegue! Ele soa dez vezes melhor e não é sequer metade do guitarrista que você é! Vai arrumar uma Strato!’.”

O músico então foi até um distrito de lojas de penhor ao norte, entre Miami e Fort Lauderdale, onde trocou sua Gibson Barney Kessel por uma Stratocaster e 300 dólares. Ele então revelou como a guitarra adquirida naquele dia era nada menos que sua Hitmaker.

Leia também:  O aspecto em que Chris Cornell era melhor do que Dio, segundo Bruce Dickinson

Nile Rodgers e a guitarra “para mulheres”

Nile Rodgers ainda conversou com Chris Shiflett sobre as idiossincrasias do instrumento, como o fato de ter uma ponte fixa, incomum para esse modelo, e ser bem mais leve que uma Stratocaster normal. 

Segundo Nile, após uma conversa com Richie Sambora, ele descobriu que a guitarra na verdade seja talvez uma variação do raro modelo signature da guitarrista Mary Kaye, desenvolvido pela Fender nos anos 1950. Rodgers disse:

“Riche Sambora tem duas Mary Kayes, e disse: ‘Não, olha só. A sua guitarra é tipo uma Mary Kaye. Mais fina e mais leve, porque foi feita para mulheres tocarem’.”

Confira o episódio completo de Shred With Shifty abaixo.

Leia também:  Quando Ozzy Osbourne disse que Dio e Tony Iommi não tinham carisma

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA história de como Nile Rodgers conseguiu sua Stratocaster Hitmaker
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades