Foto: Wesley Allen / I Hate Flash / Flickr Rock in Rio

Roberta Medina teme que Rock in Rio vire palco para política? Ela responde

Empresária carioca afirma que festival criado por seu pai e hoje gerenciado por ela em outros países é local para celebração de música e cultura, e não polarização

“Política não se faz em festival, e sim com debate”. Essa é a opinião que Roberta Medina, filha do criador do Rock in Rio e agora à frente da organização do festival nas edições de Lisboa e Madri, manifesta em entrevista à Veja.

A empresária de 44 anos aproveitou uma pergunta sobre os protestos ocorridos durante a edição de junho em Portugal para elaborar seu ponto de vista:

“Em 2019, o receio era com a onda de polarização, aquela bateção de panelas, e não houve nada. Anos antes, o medo recaía sobre o movimento black bloc, e correu tudo bem.

A Cidade do Rock é um lugar de celebração da música, da cultura, da harmonia. Política não se faz em festival, nem com torcida, e sim com debate. Mas em toda edição, seja quem estiver no poder, mandam sempre o presidente tomar no c*.”

Roberta Medina discorreu a maior parte da entrevista sobre o sucesso ao trazer o festival de volta após a pandemia. Também falou sobre os planos para expansão da marca, com edições no Chile, Dubai e mais uma nos Estados Unidos sendo consideradas. Clique para ler o papo na íntegra.

Entretanto, o posicionamento neutro de Roberta Medina não é o mesmo que foi adotado pelo pai anteriormente. Em 2018, Roberto dirigiu um vídeo de campanha para as redes sociais de Jair Bolsonaro a pedido do empresário carioca Paulo Marinho, suplente do senador Flávio Bolsonaro.

Apuração feita pelo Buzzfeed News à época indicava que o criador do Rock in Rio estaria mesmo apoiando o político que acabou eleito presidente naquela ocasião. Contudo, em entrevista ao mesmo veículo, ele afirmou apenas ter dado pitacos acerca do projeto.

“Esse não é mais meu mundo. Não tenho relação nenhuma com a campanha. Não tenho voto definido ainda. Estou como meia população, sem saber o que fazer. Nem Bolsonaro, nem [Fernando] Haddad… Eu converso com todas as pessoas, qualquer presidente que me pedisse conselho eu falaria de Rio, de turismo no Rio de Janeiro, de formas de ajudar o Rio.”

*Foto da matéria: Wesley Allen / I Hate Flash / Flickr Rock in Rio

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

1 comentário
  1. O Rock ta aí pra isso!!!! Palco para política???parece piada…já que muitos artistas em época de eleiçãp para Presidente estão indignado com a atual gestão política!!!! Esse lance de amor, sofrência é lá no sertanejo universitário, sem contar que o Pop in rio não é tão rock como muitos pensam!!!!Sim, acredito que vai ter algum artista cantando e ao mesmo tempo poderá expor suas ideias e protesto!!!! Valeu!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
7
Share