Marco Mendoza saiu do The Dead Daisies por não querer Glenn Hughes no vocal

Baixista deixou a banda junto com o vocalista John Corabi em 2019: “simplesmente segui em frente”

Em entrevista ao Vinyl Writer Music, o baixista Marco Mendoza falou sobre os motivos que o levaram a deixar o The Dead Daisies. Ele fez parte do grupo entre 2013 e 2019.

Curiosamente, o músico decidiu sair ao saber quem seria o novo frontman, que também é um colega de instrumento.

“Minha saída foi simplesmente porque John Corabi decidiu deixar a banda. Alguns cantores foram abordados, mas ninguém conseguiu nos dar 100% de compromisso. Então Glenn Hughes entrou no radar e, para mim, não era o caminho a seguir. Sendo assim, simplesmente segui em frente. O importante era que o projeto avançasse independentemente das mudanças na formação. Havia muito trabalho investido e isso significava muito para mim.”

Atualmente, Glenn acumula as funções dos dois integrantes que saíram. Dono da banda, o guitarrista e empresário David Lowry tem Doug Aldrich na mesma função musical, além do baterista Brian Tichy, recém retornado.

The Dead Daisies e Marco Mendoza

Em 2021 o grupo lançou o álbum “Holy Ground”. O trabalho chegou ao 8º lugar na parada alemã, 3º na suíça e 6º na austríaca. O próximo, “Radiance”, sai no dia 30 de setembro.

Marco Mendoza disponibiliza o disco solo “New Direction” no próximo mês. Recentemente, ele participou de shows com o Journey, além de ter registrado a estreia do supergrupo Iconic, que conta com membros do Whitesnake, Stryper e Inglorious.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share