Jamie Campbell Bower, o Vecna de “Stranger Things”, chama Bolsonaro de “escroto”

Para ator, que esteve no Brasil recentemente, presidente é uma figura ainda pior que o vilão da quarta temporada da série

O vilão da quarta temporada de “Stranger Things”, Vecna, não é tão ruim quanto o presidente da República, Jair Bolsonaro. Esta é a opinião de Jamie Campbell Bower, que interpreta o antagonista principal da série.

Em entrevista para o site Vulture, o ator britânico explicou o processo por trás de sua caracterização, especificamente como a índole do personagem foi moldada. No meio disso, ele não perdeu a oportunidade de falar mal do presidente brasileiro:

“Com Vecna, tudo que ele sofreu o levou a se tornar a pessoa que é. E esse é o meu relacionamento com Vecna – não estamos falando sobre o Bolsonaro, que é um baita escroto.”

- Advertisement -

Campbell Bower, que esteve no Brasil recentemente em um evento promovido pela Netflix, fez esses comentários em meio a uma discussão maior sobre sua relação com vilões. Além de “Stranger Things”, ele também encarna a figura de um pregador maléfico no clipe de seu single mais recente como cantor solo, “I Am”.

Desde antes de ganhar o mundo como o senhor do Mundo Invertido, ele equilibra uma carreira dupla de ator e músico. Foi integrante da banda Counterfeits durante 5 anos. O grupo terminou durante a pandemia e agora o artista aproveita o momento para lançar uma carreira solo cuja sonoridade combina com seu papel mais famoso.

Leia também:  Disney+ surpreende ao incluir filme perturbador em seu catálogo

Assista ao clipe de “I Am” abaixo.

Jamie Campbell Bower e o metal extremo

Anteriormente, em entrevista ao podcast de Kyle Meredith, Jamie Campbell Bower falou sobre como gêneros extremos do heavy metal o ajudaram na preparação para interpretar Vecna.

“Quando estava me preparando para incorporar Vecna, ouvi bandas como Sunn 0))), Carpathian Forest, Darkthrone e Mayhem. Muitas coisas do black metal às quais eu realmente me apeguei e pensei: ‘Uau, isso é ótimo.’ Há também algo sobre a sensibilidade na forma como o estilo é feito, além de seu sistema de crenças com o qual eu realmente vibro.”

Mas as referências não se restringem ao metal: Jamie também ouviu Placebo durante o processo. Não coincidentemente, uma música cuja versão original teve um revival graças à temporada recém-finalizada da produção.

“Amo o Placebo. Eles fizeram um cover para ‘Running Up That Hill’, de Kate Bush, em algum momento na virada do século. Então, fui atrás da versão, pois era algo que já estava no show de qualquer modo. É uma linda música.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasJamie Campbell Bower, o Vecna de “Stranger Things”, chama Bolsonaro de “escroto”
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades