Warner desiste de lançar “Batgirl” após quase R$ 500 milhões investidos

Filme protagonizado por Leslie Grace não sairá mais, representando um prejuízo considerável para o estúdio

O filme da “Batgirl”, que estava em produção desde 2021, simplesmente não será mais lançado pela Warner Pictures. A essa altura, a produção capitaneada pelos diretores Adil El Arbi e Bilall Fallah para o streaming HBO Max já custou US$ 90 milhões (o equivalente a quase R$ 500 milhões) para o estúdio, valor que será convertido apenas em prejuízo devido ao cancelamento.

Em nota ao The Wrap, um porta-voz da Warner explicou que a decisão de não seguir em frente com o filme não tem relação com diretores ou elenco, incluindo a protagonista Leslie Grace, que viveria Barbara Gordon. A nota cita ainda o cancelamento de outra produção, “Scoob! Holiday Haunt”, na qual mais US$ 40 milhões (R$ 210 milhões) foram investidos.

“A decisão de não lançar ‘Batgirl’ reflete a mudança estratégica de nossa liderança em relação ao universo DC e ao HBO Max. Leslie Grace é uma atriz incrivelmente talentosa e essa decisão não é um reflexo de sua performance. Somos incrivelmente gratos aos cineastas de ‘Batgirl’ e ‘Scoob! Holiday Haunt’ e seus respectivos elencos, e esperamos colaborar com todos novamente em um futuro próximo.”

Supostas razões

A alteração, ao que tudo indica, tem relação com os novos planos para os filmes da DC, que devem voltar a ser destinados ao cinema. “Batgirl” tinha chance de ser lançado na tela grande, mas vinha sendo desenvolvido como atração exclusiva do HBO Max.

Porém, a revista Variety apurou outras questões relacionadas a isso. O longa demandou um investimento que o tornou grande demais para o streaming e caro (além das chances de fiasco) para os cinemas.

Outra informação, já no campo rumor, é que o resultado final da obra também não agradou. Seria “irrecuperável”, de acordo com algumas fontes próximas ao estúdio.

Além de Grace, “Batgirl” teria os retornos de J.K. Simmons como o Comissário Gordon, pai da protagonista, e Michael Keaton como Batman. Brendan Fraser encarnaria o vilão Ted Carson, o Vagalume.

Os primeiros planos para um filme da personagem surgiram em 2017, ainda com Joss Whedon no comando, antes de El Arbi e Fallah assumirem em 2021.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share