UcconX: evento citado como o Metal Open Air do mundo nerd gera revolta na web

Feira já teve atrações canceladas e espaços vazios; denúncias contra a organização também surgiram nas redes sociais

Começou na última quarta-feira (27) a feira UcconX, que prometia ser um dos maiores eventos nerds do Brasil. No entanto, quem foi ao local da convenção, no Pavilhão de Exposições do Anhembi em São Paulo, encontrou algo bem diferente.

Stands vazios, pouco público e atrações canceladas fizeram com que a feira acabasse sendo descrita por internautas como um “flop”. A situação gerou uma onda da críticas na web, além de denúncias contra a organização.

Nas redes, comparações têm sido feitas a outros eventos que não deram certo, como o Fyre Festival, cujo fracasso virou até documentário na Netflix. Outro exemplo que vem à mente dos brasileiros é o infame Metal Open Air, festival de música no Maranhão que prometia ser uma espécie de “Wacken Open Air brasileiro”, mas teve vários problemas de organização e estrutura.

Com ingressos que variavam entre R$ 125 (meia-entrada) e R$ 1,2 mil (passaporte para todos os dias do evento), a UcconX começou de um jeito estranho. Horários de abertura não foram atendidos, atrações e stands simplesmente não estavam em funcionamento e até mesmo o setor destinado a 100 artistas independentes teve pouquíssimos participantes.

Veja algumas imagens a seguir.

Atrações e falha na comunicação

As duas primeiras atrações da UcconX foram canceladas por motivos de problemas com a Covid-19, segundo a organização. Eram os atores George Takei, que viveu Hikaru Sulu na série original de “Star Trek”, e Millie Bobby Brown, a Eleven de “Stranger Things”.

Os atores Ian Somerhalder (“The Vampire Diaries”), Dacre Montgomery (também de “Stranger Things”) e Rupert Grint (“Harry Potter”) seguem confirmados. Segundo os responsáveis pelo evento, quem comprou ingresso esperando ver as atrações canceladas pode pedir reembolso ou escolher outros artistas para ter acesso.

O problema é que diversos fãs relataram que a organização da UcconX, comandada pela empresa BBL, não deixou claras as informações a respeito de substituições de datas e reembolsos. Em entrevista ao Meio & Mensagem, o sócio da BBL Leo De Biase garante que a estrutura do evento está 100% pronta e que o primeiro dia não só teve um público menor, como é de costume em feiras desse tipo, como também foi utilizado para ajustes internos.

De Biase também afirma que apesar do cancelamento de Takei e Brown, a programação segue inalterada e as outras atrações irão comparecer. Além das estrelas internacionais, há artistas, quadrinistas, influenciadores, humoristas e outras personalidades brasileiras agendados para participar da feira.

Denúncias contra a UcconX

Com os problemas do primeiro dia, denúncias de pessoas que trabalharam na organização da UcconX começaram a aparecer na internet. Há comentários que vão desde salários e pagamentos atrasados até questões relacionadas à organização e até agressões. De acordo com Leo De Biase, as situações ocorreram antes do fim de 2021, quando a BBL assumiu a empreitada.

Um caso que ganhou repercussão foi o de uma marca de camisetas e produtos geek, cujo stand na UcconX está presente, mas com uma estrutura bastante precária. Circula pelo Twitter um print de uma conversa onde a marca se diz surpresa, pois a empresa não sabia que teriam um stand no evento.

Outras denúncias podem ser conferidas na sequência de tweets a seguir. Clique em “Leia a conversa completa no Twitter” para visualizar todas as mensagens.

A organização não se manifestou sobre as denúncias específicas incorporadas acima que viralizaram nas redes sociais. A UcconX vai até o próximo domingo (31).

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
9
Share