Por que o sempre bom moço Tom Hanks quis fazer o coronel Tom Parker em “Elvis”

Ator comparou seu personagem – o empresário de Elvis Presley – a Pôncio Pilatos e Falstaff, vilão recorrente das obras de Shakespeare

O público está acostumado a ver Tom Hanks em papéis carismáticos, cativantes e, na maioria das vezes “bonzinhos”. Não é isso que acontece em “Elvis”, a cinebiografia do rei do rock dirigida por Baz Luhrmann, onde Hanks vive o coronel Tom Parker, empresário do cantor e famoso por explorá-lo muito em seus primeiros anos de carreira.

Em conversa com a Entertainment Weekly, o ator falou sobre o motivo de ter escolhido viver Parker, um personagem real que ele mesmo não conhecia. O astro também comparou o arco da história do empresário ao de Falstaff, vilão recorrente das obras de Shakespeare, lembrado por ser mais um anti-herói do que um ser necessariamente maligno.

“Baz disse: ‘não existiria um coronel Tom Parker sem Elvis – e certamente não existiria Elvis sem o coronel Tom Parker’. Quando ele disse aquilo, eu respondi: ‘isso é algo novo’. Porque eu não sabia nem como era a aparência do coronel Tom Parker. Eu não sabia como era a voz dele. Eu nunca tinha visto uma foto dele. Ele nunca se identificou como nada além de um ventríloquo, meio malvado, um empresário ganancioso que tirou vantagem de Elvis desde o início. Esse é o estereótipo que acompanha o personagem.”

Hanks ainda fez uma comparação interessante a respeito da versão de Elvis Presley vivida por Austin Butler, comparando-o ao papel de Jesus Cristo em algumas produções. Nesse caso, Parker seria uma espécie de Pôncio Pilatos, como ele explicou.

“Interpretar Elvis é como interpretar Jesus. Não importa de verdade quem vai ser o Pôncio Pilatos porque se você tiver um bom Jesus, tá tudo certo. Mas o desafio para mim, além da liberdade com o personagem, era ter essa aparência planejada todos os dias, porque o que você tira daquilo é uma armadura que ele usa.”

Sobre “Elvis”

A história do filme cinebiográfico “Elvis” investiga a complexa relação entre Elvis Presley e seu empresário, Coronel Tom Parker, ao longo de 20 anos, da ascensão de Presley à fama ao estrelato sem precedentes, tendo como pano de fundo a evolução do panorama cultural e a perda da inocência na América. No centro dessa história está uma das pessoas mais importantes e influentes na vida do cantor, Priscilla Presley.

Baz Luhrmann (‘O Grande Gatsby’, ‘Moulin Rouge – Amor em Vermelho!’) dirige o roteiro atual escrito por ele e Craig Pearce e também está produzindo o filme, ao lado de Catherine Martin, Gail Berman, Patrick McCormick e Schuyler Weiss, com Andrew Mittman como produtor executivo.

O filme ‘Elvis’ é estrelado por Austin Butler (‘Era uma vez em… Hollywood’) como Elvis Presley, Tom Hanks (‘Um lindo dia na vizinhança’, ‘Forrest Gump – O contador de histórias’) como o Coronel Tom Parker e Olivia DeJonge (‘Stray Dolls’) como Priscilla Presley.

O longa será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures. A estreia no Brasil está marcada para o dia 14 de julho.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
13
Share