John Lydon diz que nenhum ex-colega de Sex Pistols teria carreira sem ele

Vocalista concedeu ácida declaração enquanto criticava antigos parceiros por discordância relacionada à série biográfica “Pistol”

As recentes disputas judiciais envolvendo o vocalista John Lydon e os antigos colegas de Sex Pistols parecem ter deixado feridas que não cicatrizarão em um futuro próximo.

O cantor tentou impedir que as músicas do grupo fossem usadas na série “Pistol”. Porém, os instrumentistas venceram a batalha legal e puderam contar com o material.

Agora, em entrevista ao jornal britânico The Sun, Johnny Rotten (como era conhecido na época em que a banda existia) resolveu expressar sua frustração por ter sido deixado de fora da produção.

“Minha exclusão foi um movimento ridículo. Eles podem todos ir para o inferno. Apoiei-os por anos, mesmo sabendo que eram uns nadas. Nenhum deles teria uma carreira se não fosse por mim. Não fizeram nada de relevante desde o fim do grupo, assim como não haviam feito antes.”

Sex Pistols e “Pistol”

“Pistol” estreia dia 31 de maio nos serviços de streaming Hulu e Disney+, em diferentes países. A trama tem 6 episódios e é baseada no livro “Lonely Boy: Tales from a Sex Pistol”, biografia do guitarrista Steve Jones. O roteiro foi escrito por Craig Pearce.

Anteriormente, Lydon já havia declarado que a série é uma total fantasia, não tendo qualquer compromisso com a realidade dos fatos. Também alegou ter sido enganado com informações de que apenas a história da vida de Jones seria abordada, só decidindo tomar alguma atitude após saber que a banda seria o foco.

O teaser mais recente de “Pistol” pode ser conferido no player abaixo.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share