Yoshiki, do X Japan, doa US$ 86 mil e arrecada mais US$ 4,5 milhões para a Ucrânia

Músico é engajado em questões sociais e ambientais, tendo oferecido no passado o valor de US$ 100 mil a um fundo em auxílio a comunidades indígenas da Floresta Amazônica

Yoshiki, baterista e pianista do X Japan, doou 10 milhões de ienes (equivalente a cerca de US$ 86,6 mil, ou R$ 435,5 mil, na cotação atual) ao Fundo de Assistência de Emergência para a Crise Humanitária da Ucrânia. Ele pediu em suas redes sociais que os fãs que pudessem contribuir também o fizessem. Assim, mais US$ 4,5 milhões (ou R$ 22,6 milhões) foram arrecadados.

O conflito causado pela invasão russa ao território ucraniano já atingiu diretamente mais de 4,4 milhões de pessoas até o momento. Mais de 1,6 milhão de moradores locais precisaram abandonar suas casas. Os números de mortes são imprecisos, por conta da guerra de informações travada entre os países envolvidos.

Leia também:  A condição de Zakk Wylde para gravar músicas novas com o Pantera
- Advertisement -

Engajado nas questões sociais e ambientais, Yoshiki doou em 2019 o valor de US$ 100 mil para um fundo de auxílio à Floresta Amazônica. O montante foi destinado a cinco institutos que auxiliam as comunidades indígenas locais na preservação da terra e biodiversidade local.

Sobre Yoshiki

Nascido em Tateyama, Chiba, Yoshiki Hayashi é considerado um dos nomes mais influentes e revolucionários da música japonesa. Seus trabalhos vão do popular ao clássico, tendo reconhecimento de público, mídia e até mesmo autoridades, tendo criado obras para o império.

Leia também:  Ator de “Top Gun” original processa Paramount por uso de imagem em “Maverick”

Começou aulas de teoria musical e piano aos 4 anos de idade. Aos 10, após seu pai cometer suicídio, encontrou o alívio necessário no rock. Começou a tocar na banda Dynamite – posteriormente Noise – com o amigo Toshi.

Consagrou-se como baterista, pianista e principal compositor do X, mundialmente conhecido como X Japan. O grupo vendeu mais de 30 milhões de discos e foi reconhecido como pioneiro no Visual Kei.

Também possui um conceituado trabalho solo na música clássica. Eternal Melody, seu primeiro disco no segmento, teve produção do lendário George Martin (The Beatles), além de participação da Orquestra Sinfônica de Londres.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasYoshiki, do X Japan, doa US$ 86 mil e arrecada mais US$...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades