Foto: Frank Ockenfels

Por que o Tears for Fears demorou quase duas décadas para fazer novo álbum

Roland Orzabal admitiu que relação com o parceiro musical Curt Smith não foi das melhores nos últimos tempos

Foram quase 18 anos entre o lançamento de “Everybody Loves a Happy Ending”, álbum de estúdio mais recente do Tears for Fears, e “The Tipping Point”, que será disponibilizado no próximo dia 25 de fevereiro.

Muita coisa aconteceu nesse intervalo de tempo. A mais importante delas foi o falecimento da esposa do guitarrista e vocalista Roland Orzabal, ocorrida em 2017. Porém, como o próprio revelou ao Music Week (com transcrição do Tone Deaf), as ideias visando um novo disco já existiam há algum tempo.

“Tínhamos um trabalho completo pronto em 2016. A Universal, que tem o nosso catálogo, optou por pegar duas composições e incluir em uma coletânea chamada ‘Rule the World‘, que vendeu muito bem. Mas, com o tempo, percebemos que as outras músicas não eram boas o suficiente.”

Ao mesmo tempo, a relação de Orzabal com o eterno colega Curt Smith se deteriorava. Aliada às questões com sua esposa, a situação ficou insustentável por um bom período.

“Chegamos a excursionar, mas nossa relação só se deteriorou com isso. Cortamos o contato por completo. Era como se tudo precisasse dar errado antes de voltar a dar certo. Com o tempo, colocamos nossas cabeças no lugar. Reencontramos o equilíbrio e as coisas passaram a funcionar novamente.”

Entre os primeiros shows do Tears For Fears após o falecimento de Caroline, esteve a apresentação no Rock in Rio 2017, no dia 22 de setembro. Com quarenta anos de carreira, o duo britânico vendeu mais de 30 milhões de discos em todo o mundo.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
12
Share