Foto: divulgação

Buckcherry lança o novo álbum “Hellbound”, o melhor da banda segundo Josh Todd

Grupo criou quase 30 músicas em processo de composição intenso, movido pelas dificuldades de se produzir um disco durante a pandemia

Não é novidade alguma um artista que chama o seu próximo disco de “o melhor até agora”. É exatamente assim que o vocalista Josh Todd se referiu a “Hellbound”, novo álbum do Buckcherry.

Agora finalmente poderemos ver se o sucessor de “War Paint” (2019) é digno de tamanha honraria, já que o trabalho foi liberado nesta sexta-feira (25). Porém, uma coisa os membros da banda garantem: eles trabalharam duro pelo resultado.

Com produção de Marti Frederiksen, famoso pelas colaborações com Aerosmith, Def Leppard e outros nomes do hard rock, “Hellbound” pode ser ouvido a seguir, via Spotify, ou clicando aqui para acesso em outras plataformas.

Em entrevista ao The Roman Show, transcrita pelo Blabbermouth, Josh Todd comentou sobre as adversidades do isolamento durante a produção do álbum. Para ele, isso colaborou para o ótimo resultado.

“Sempre que há muitas adversidades, essa banda realmente cria seus melhores discos. ‘Hellbound’, nosso novo disco, vai ser o melhor álbum do Buckcherry – e não estou dizendo isso porque estamos prestes a lançar. É realmente incrível. Trabalhamos muito duro nele. Canalizamos toda aquela energia em compor as músicas. Fizemos umas 30 músicas para um disco de 10 faixas. Isso mostra o quanto fomos minuciosos – e valeu a pena.”

Sobre a grande quantidade de músicas, o guitarrista Stevie D. revelou ao canal Laughinmonkeymusic (também em transcrição do Blabbermouth) que o Buckcherry até pensou em lançar um álbum duplo. Entretanto, a decisão foi por divulgar alguns bônus em determinados países, além de guardar uma parte do trabalho para o futuro.

“Pensamos nisso (lançamento duplo), mas agora, um monte de gente não está lançando álbuns completos – muitos lançam só singles e vídeos. Então decidimos reduzir tudo a 10 faixas. No lançamento do Japão, vamos ter dois extras. Eu estava falando com Josh: ‘quais músicas você quer abrir mão e quais você quer manter para trabalhar no próximo álbum?’. Em determinado ponto do processo de composição, você chega em um limite e aí é bom ter algumas dessas (músicas sobrando).”

Buckcherry – “Hellbound”

  1. 54321
  2. So Hott
  3. Hellbound
  4. Gun
  5. No More Lies
  6. Here I Come
  7. Junk
  8. Wasting No More Time
  9. The Way
  10. Barricade
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
3
Share