Notícias

Nikki Sixx não lembra de estupro descrito em livro, que pode ter partes inventadas



O baixista Nikki Sixx revelou, em entrevista à Rolling Stone, que não se recorda do estupro relatado na biografia do Mötley Crüe, “The Dirt”. O livro foi lançado em 2001 e ganhará uma adaptação em filme, por meio da Netflix, no próximo dia 22.

Na polêmica passagem descrita em “The Dirt”, Nikki Sixx disse que “praticamente estuprou” uma mulher drogada ao transar com ela em uma pequena sala. Ele afirmou, ainda, ter incentivado o baterista Tommy Lee a fazer o mesmo. “Transamos um pouco até eu falar que iria ao banheiro. Voltei à festa e encontrei Tommy. Eu o puxei e disse: ‘tenho essa garota aqui, me siga e não fale nada, quando eu falar, comece a comer’. Fiquei logo atrás de Tommy, que a comeu enquanto ela puxava meu cabelo e gritava: ‘oh, Nikki!'”, disse o baixista em trecho transcrito do livro.

– Mötley Crüe não voltará a fazer shows, garante Nikki Sixx

Em depoimento recente à Rolling Stone, Nikki Sixx disse que “The Dirt” foi escrito em 2000 “durante um período ruim” de sua vida. “Eu havia perdido a sobriedade ao lidar com um relacionamento que se desintegrava. Não me lembro de muitas entrevistas com Neil (Strauss, co-autor). Fui para a reabilitação em 2001 e queria ter feito essas entrevistas após estar sóbrio, como estou hoje”, afirmou.

O músico destacou, ainda, que a história foi “possivelmente muito aumentada ou inventada por mim”, dando a entender que outros trechos também podem não ser reais. Ele pediu desculpas e afirmou que há “muito comportamento ruim” no livro. “O que posso dizer é que todos nós vivemos o bastante para nos arrepender e aprender com isso. Temos responsabilidade por tudo que possa ter chateado a nós mesmos, familiares, amigos e inocentes em nosso entorno”, disse.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *