Notícias

Roger Waters declara apoio a Maduro na Venezuela e é criticado nas redes



Em publicação nas redes sociais, o músico Roger Waters manifestou apoio ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e fez críticas ao posicionamento de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, a respeito da situação vivenciada pelo país sul-americano. Waters disse que Trump quer aplicar um “golpe” e afirmou que há uma “democracia real” no local.

“Pare com essa última insanidade do governo dos Estados Unidos, deixe o povo venezuelano em paz. Eles têm uma democracia real, pare de tentar destruir isso para que o 1% fique com o petróleo. EUA, tire as mãos! #Venezuela #NicolasMaduro #PareOGolpeDeTrumpNaVenezuela”, afirmou o ex-integrante do Pink Floyd.

A note from Roger:

THIS IS TODAY!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

STOP THIS LATEST USG INSANITY, LEAVE THE VENEZUELAN PEOPLE ALONE. THEY HAVE A REAL DEMOCRACY, STOP TRYING TO DESTROY IT SO THE 1% CAN PLUNDER THEIR OIL.

US HANDS OFF #VENEZUELA! #NICOLASMADURO #STOPTRUMPSCOUPINVENEZUELA pic.twitter.com/AFi89IGcgV

— Roger Waters (@rogerwaters) 3 de fevereiro de 2019

Boa parte dos internautas demonstrou discordar do posicionamento de Roger Waters. Uma seguidora da Venezuela disse que estava “em prantos”. “Meu maior ídolo na música está defendendo o governo que arruinou meu país e minha família, que me forçou a fugir para aspirar por uma qualidade de vida decente. Roger, você não sabe o que está acontecendo na Venezuela, você não sabe das nossas leis, você não sabe o quão miserável é a situação. Não é uma questão de esquerda versus direita. As pessoas estão morrendo de fome, temos a maior inflação do mundo, estamos sem remédios, as taxas de criminalidade são as mais altas da América Latina”, afirmou.

O que Roger Waters pensa quando dizem que ele não deve falar sobre política

Outro perfil pontuou que “quando se defende a propaganda do regime da Venezuela, você se torna aliado da ditadura venezuelana”. “Isso é verdade, seja ou não o que você pretende fazer. É verdade, perceba ou não o que está fazendo”, disse.

Um internauta ainda fez menção à música “Another Brick In The Wall”, do Pink Floyd, para posicionar-se contra a opinião de Roger Waters. “Não ajude a colocar outro tijolo na parede da ditadura. Estamos lutando pela liberdade. Estamos derrubando a parede”, afirmou.

Clique aqui para ver as reações (estão abaixo da mensagem de Roger Waters).

Atualmente, a Venezuela vive uma crise humanitária e, mais recentemente, política – Juan Guaidó, líder da oposição, se autodeclarou presidente para conduzir um governo de transição. Países como Estados Unidos, Brasil, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Suécia, Dinamarca, Áustria, Holanda e Portugal, entre outros, reconheceram como legítima a sua posição.

Em recente declaração ao canal de TV CBS, Donald Trump disse que uma intervenção militar na Venezuela é “uma opção”. Nicolás Maduro, por sua vez, disse que Trump quer realizar uma “repetição” da Guerra do Vietnã, ocorrida até o ano de 1975.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *