Curiosidades Notícias

Deep Purple acabaria se seguisse com Ritchie Blackmore, diz Ian Gillan



O vocalista Ian Gillan destacou, em entrevista ao jornalista Eddie Trunk, que o Deep Purple teria chegado ao fim se Ritchie Blackmore não saísse da banda. O guitarrista foi substituído em 1994 por Steve Morse, que segue no posto até os dias de hoje.

“O Deep Purple estava afundando com Ritchie. Tocávamos em casas pequenas na Europa, um dos nossos territórios mais fortes, como na Alemanha. Eram locais menores e os shows nunca estavam lotados. Se Ritchie tivesse permanecido, teríamos encerrado as atividades, seria o fim de tudo”, afirmou o vocalista.

– Entrevista: Steve Morse fala sobre “adeus” do Deep Purple e futuro

Ainda segundo Gillan, tanto Steve Morse quanto Joe Satriani, que ocupou a vaga de guitarrista entre Blackmore e Morse, exerceram funções importantes no Deep Purple. “Quando Morse assumiu, ele reviveu a banda. Joe Satriani nos salvou de um afogamento completo e nos tirou do buraco, mas Steve nos ajudou a reconstruir as coisas com o ‘Purpendicular’ e, daí em diante, embarcamos em algo diferente, outro jeito de trabalhar”, disse.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *