Notícias

Nunca uma grande banda com o Metallica fez tantos discos ruins, diz Mike Portnoy


O baterista Mike Portnoy fez comentários sobre a carreira do Metallica em entrevista ao podcast Speak N’ Destroy (transcrição via Loudwire). O músico afirmou que jamais uma banda tão grande quanto o Metallica – “a maior do metal”, segundo ele – gravou tantos discos ruins.

“‘Black Album’, ‘Master Of Puppets’ e ‘Kill ‘Em All’ são os maiores discos de metal de todos os tempos, mas eles também tiveram essas incríveis falhas. É louco. Nunca uma banda tão grande teve tantas”, disse, inicialmente.

7 composições que mostram como James Hetfield é bom letrista

Em seguida, o baterista citou alguns exemplos de discos que considera ruins. “Quero dizer, ‘Lulu’, oh meu Deus. O fato de terem feito um álbum como esse, ou o que fizeram com ‘St. Anger’, ou, em minha opinião, em ‘Load’ e ‘Reload’. Então, eles não são invencíveis. Eles não são como os Beatles, onde tudo o que tocavam era perfeito, clássico, ouro. Eles também tiveram esses erros, mas isso nunca pareceu impedi-los”, afirmou.

Por fim, Portnoy destaca que embora tenha gostado de “St. Anger” “por causa do espírito e da intenção”, segundo ele, “não há dúvidas de que há algumas coisas realmente difíceis de se escutar naquele álbum”. “Havia momentos em que eu pensava: ‘meu Deus, que p*rra estão fazendo?’. Mas, depois, havia momentos em que eu pensava: ‘oh, cara, isso é bom pra c*ralho’. Foi um álbum realmente confuso para mim”, concluiu o músico, que, em entrevistas anteriores, fez vários elogios a Lars Ulrich enquanto baterista.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *