Notícias

Baterista do Metallica comenta sobre tocar para público alternativo no Glastonbury


O público do Glastonbury Festival é, em sua maioria, fã de rock alternativo. Juntamente de Kasabian e Arcade Fire, o Metallica – que não tem nada de alternativo – é um dos headliners do evento. O anúncio, feito na tarde desta quinta-feira (8), surpreendeu aos fãs da banda e do Glastonbury.
Durante entrevista concedida ao jornal britânico The Guardian, o baterista Lars Ulrich falou sobre a sensação de poder tocar para um público completamente diferente do que ele está acostumado a se apresentar.
“Apenas saímos por aí e fazemos o que fazemos. Estamos aí há 33 anos. Não sei se temos a chama ardente como há 20 anos, mas poder tocar para quem ainda não se familiarizou conosco é sempre interessante”, disse o baterista.
O músico acredita que as pessoas realmente se importam com o Metallica por um motivo em especial. “Algo que notamos pelo caminho é que o Metallica tende a obter opiniões fortes das pessoas – o que é ótimo, porque mostra que ninguém está se lixando para nós. Significa que as pessoas se importam”, afirmou.

Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Apaixonado por rock desde a pré-adolescência, começou a escrever sobre música na internet em 2007. Anos depois, co-fundou o site Van do Halen e trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia. Atualmente, é redator-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia sites como o Cifras, Ei Nerd e outros. Também é redator do Whiplash.Net, o maior site de rock e heavy metal do Brasil.
http://igormiranda.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *