Curiosidades

AC/DC “neofascista” e Black Sabbath “violento”: veja lista de artistas banidos da Rússia



O Dangerous Minds divulgou recentemente uma lista de artistas que supostamente estariam banidos da Rússia durante a época da União Soviética, ou seja, até o final da década de 1980. 
As acusações são distintas. Bandas de rock e metal como Black Sabbath, Alice Cooper, Scorpions e Sex Pistols seriam acusadas de promover atos violentos. O próprio Village People também era restrito aos russos por isso. 
Outras atribuições são curiosas. Judas Priest é acusado de anticomunismo, AC/DC de neofascismo, Tina Turner de abordar assuntos sexuais, Pink Floyd por interferir na política da URSS com o Afeganistão, Van Halen por propaganda anti-soviética e Ramones simplesmente por ser punk. 
A lista é contestável por estar em inglês ao invés de russo. Apesar de ter sido divulgada pelo Dangerous Minds, não é possível afirmar de onde ela surgiu. No entanto, por estar circulando muito na internet, vale o registro. 
Veja a lista completa (em inglês): 


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *