O significado da letra de “Toxicity”, do System of a Down, segundo Serj Tankian

De acordo com o vocalista, faixa do disco de mesmo lançado em 2001 faz referências à espiritualidade

Uma das músicas mais populares do System of a Down é “Toxicity”. Presente no disco de mesmo nome lançado em 2001, a canção conseguiu figurar na parada americana Billboard Hot 100 e acumula mais de 900 milhões de reproduções somente no Spotify.

Há diferentes interpretações para a letra. Alguns fãs acreditam que a canção aborde a toxicidade de Hollywood ou até mesmo da indústria da música. Durante festival em 2005, conforme o Songfacts, o guitarrista Daron Malakian chegou a dizer que o hit falava sobre Transtorno de Déficit de Atenção (TDA).

- Advertisement -

Porém, segundo Serj Tankian, o significado é um tanto quanto espiritual – ao menos no refrão. Durante recente participação no podcast Soul Boom, com transcrição pela NME, o vocalista detalhou a inspiração por trás das seguintes frases:

“Now, somewhere between the sacred silence (agora, em algum lugar entre o silêncio sagrado)/ Sacred silence and sleep (silêncio sagrado e o sono)/ Somewhere (em algum lugar)/Between the sacred silence and sleep (entre o silêncio sagrado e o sono).” 

Em relação ao “silêncio sagrado” citado, o cantor explicou que a expressão é uma referência ao estado de espírito alcançado após a meditação. Ele disse: 

“O ‘silêncio sagrado’ faz alusão à compreensão dos nativos americanos sobre espiritualidade e é o lugar que você alcança quando medita. Tudo se perde e tudo se encontra em meio ao silêncio sagrado.”

Leia também:  As duas bandas com mulheres que estão entre as mais pesadas hoje, segundo Tom Morello

Já a menção ao sono remete ao estágio mais profundo do repouso – conhecido como REM. De acordo com o artista, o “momento único” também é equivalente à uma meditação e, por isso, acabou sendo empregado: 

“Sabemos o que o sono significa. Então, ‘em algum lugar’ é uma coisa bonita porque eu acho que quando as pessoas vão dormir, na parte mais profunda do sono, há um momento em que você está meditando e simplesmente não percebe. É uma referência a esse momento único.”

System of a Down e o álbum “Toxicity”

Lançado em 4 de setembro de 2001, “Toxicity” trouxe a banda agregando ainda mais influências ao seu caldeirão sonoro, incluindo uso de instrumentos como cítara, banjo e piano. As letras contam com críticas a temas como encarceramento em massa, reducionismo científico, brutalidade policial, a guerra às drogas, investigações da CIA e maus tratos ao meio ambiente.

Mais de 30 canções foram trabalhadas, com 14 entrando no tracklist definitivo. Outras foram retrabalhadas em lançamentos posteriores.

Primeiro single, “Chop Suey!” chegou a ter sua veiculação proibida nas rádios americanas após os ataques terroristas. Algumas semanas depois, foi autorizada a rodar novamente.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO significado da letra de “Toxicity”, do System of a Down, segundo...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades