Sammy Hagar diz se arrepender de ter tomado vacina contra covid-19

Cantor justificou pensamento afirmando que "pegou covid mesmo assim"; imunizantes não impedem doença, mas seus sintomas mais graves e sequelas

Sammy Hagar já deu uma série de declarações polêmicas a respeito da pandemia. Ainda em 2020, o vocalista ex-Van Halen e Montrose chegou a dizer, por exemplo, que estava disposto a arriscar a própria vida para voltar a trabalhar. Agora, em recente postagem, afirmou que arrependeu-se de ter tomado a vacina contra a covid-19.

­

- Advertisement -

Por meio do Instagram, o Red Rocker publicou um vídeo “comemorando” seu aniversário de maneira adiantada — já que nasceu no dia 13 de outubro. O intuito era apenas divulgar os shows que realizará em Las Vegas, nos Estados Unidos, e em Cabo, no México, em outubro, justamente para celebrar os seus 77 anos.

No entanto, na seção de comentários, o artista foi além e opinou a respeito das vacinas de maneira errônea. Ele escreveu:

“Não tenho certeza de quais são os dados. Mas eu definitivamente me arrependo de ter me vacinado porque eu acabei pegando covid de qualquer forma. Essa m#rda não funcionou comigo, mas nós vivemos e aprendemos e tentamos fazer a coisa certa pela segurança de nós mesmos, da nossa família, e de todos aqueles que nos rodeiam.”

Durante bate-papo com a Rolling Stone, em setembro de 2022, o cantor já havia manifestado a mesma indagação ao mencionar a inspiração para o álbum “Crazy Times”, do The Circle:

“Perdemos nossas liberdades durante esse período. De repente, o medo transformou todos em ovelhas. O governo começou a nos dizer o que fazer. Tínhamos que tomar vacinas, usar máscaras, fazer isso e aquilo. Talvez fosse realmente necessário e eu me vacinei. Mas conheço mais pessoas que tiveram covid esse ano do que no passado, incluindo eu mesmo.”

Erro na declaração

Vale destacar, porém, que as vacinas não impedem o paciente de contrair covid-19. Mesmo vacinado, o indivíduo ainda pode desenvolver a doença e transmiti-la. A imunização evita com eficácia casos mais graves, que antes levaram milhares de pessoas à morte, como também sequelas.

O site do Ministério da Saúde explica:

“Vacinas salvam vidas e evitam casos graves da doença, que podem resultar em internações e mortes. A imunização também ajuda a prevenir casos da chamada ‘covid longa’, quando as pessoas permanecem com sintomas ou sequelas decorrentes da doença mesmo depois de passado o período da infecção, em razão de desdobramentos do vírus no organismo humano que ainda desafiam a ciência. Além disso, quanto maior e mais homogênea a cobertura vacinal, menor a chance de surgirem novas variantes.”

Leia também:  As duas músicas menos conhecidas que o Metallica quer voltar a tocar

O número de mortes provocadas pela covid-19 no Brasil nos últimos anos ajuda a ilustrar a eficácia da vacina. Veja a seguir:

  • 2020 (início da pandemia): cerca de 194.950 mortes registradas
  • 2021 (início da vacinação em várias etapas, focando em grupos prioritários): cerca de 424.110 mortes registradas
  • 2022 (população amplamente vacinada): cerca de 74.800 mortes registradas
  • 2023: cerca de 14.790 mortes registradas
  • 2024 (até o momento): cerca de 3.690 mortes registradas

Sammy Hagar e a pandemia

Na mencionada entrevista de 2020 à Rolling Stone, Sammy Hagar havia dito que preferia pegar covid-19 e morrer do que ver os Estados Unidos com a economia parada pela pandemia. À época, declarou:

“Farei uma declaração radical. É difícil dizer isso sem incitar alguém, mas eu pessoalmente prefiro adoecer e até morrer, se for necessário. Precisamos salvar o mundo e nosso país dessa coisa econômica que vai matar mais pessoas em longo prazo. Prefiro ver todo mundo voltando ao trabalho. Se alguns de nós tiverem que se sacrificar por isso ok. Morro para que meus filhos e netos tenham uma vida próxima da que eu tive nesse país maravilhoso. É como me sinto com relação a isso.”

Diante da repercussão negativa, o cantor decidiu ir às redes sociais e contextualizar a própria fala. Sendo assim, justificou que, quando concedeu a entrevista ao veículo, o cenário era outro:

“A Rolling Stone publicou uma compilação de suas entrevistas de quarentena. Dei uma entrevista a eles há um mês e meio e as coisas mudam rapidamente, então, quero esclarecer e contextualizar. A entrevista foi dada em 8 de maio, quando já estávamos em casa há várias semanas, algo que minha família e eu levamos muito a sério, e as coisas estavam começando a melhorar, a curva começando a se achatar. Eu fiquei cautelosamente otimista e disse: ‘sim, não tão cedo, quero ter certeza de que não está aumentando – quando estiver caindo e parecendo que vai acabar’. Em termos gerais, trata-se de voltar a trabalhar de uma forma segura e responsável, fazendo a economia girar novamente.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasSammy Hagar diz se arrepender de ter tomado vacina contra covid-19
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades