A hilária e posteriormente emotiva troca de e-mails que Dave Grohl teve com David Bowie

Frontman do Foo Fighters conduziu uma conversa bem interessante com um de seus maiores ídolos na música

Em 2020, Dave Grohl criou um perfil no Instagram chamado Dave’s True Stories. A iniciativa era dedicada, justamente, a narrar situações que o músico do Foo Fighters e ex-Nirvana havia vivenciado. Posteriormente, os casos foram aproveitados em sua autobiografia, “O contador de histórias”.

Em uma das histórias, Grohl teve uma curiosa troca de e-mails com David Bowie, o lendário camaleão do rock falecido em 2016. Tudo começou quando eles se conheceram no evento em que Bowie celebrou, em 1997, seus 50 anos de vida no Madison Square Garden, arena que recebe grandes shows em Nova York, Estados Unidos. Na ocasião, o músico do Foo Fighters tocou bateria em algumas músicas ao lado do ídolo.

- Advertisement -

Na época, Dave estava trabalhando em uma trilha sonora para um filme. Por meio do produtor Tony Visconti, o frontman do Foo Fighters quis saber se David Bowie teria interesse em participar.

Grohl fez a tentativa ciente de que já tinha o “não”. A resposta demorou “o que parecia ser uma eternidade”, mas chegou, curiosamente, via e-mail.

“Abri meu e-mail casualmente pela manhã e literalmente me senti ofegante quando vi o nome dele. Ele realmente havia ouvido a música! Porém, além disso, DAVID BOWIE ESCREVE E-MAILS!!! COMO ASSIM??? Com a empolgação de uma criança hiperativa na manhã de Natal, prendia respiração e abri o e-mail apressadamente.”

E o que dizia a mensagem de David Bowie a Dave Grohl?

“Caro David,
Não.
Com amor, David.”

Ok, o líder do Foo Fighters admite que não foi bem assim.

“Brincadeira! Como de costume, ele foi muito gentil e o texto trazia sua assinatura típica. Ele explicou que aquele gênero de filme não era bem o estilo dele (‘não sou feito para esses tempos atuais’, ele falou), mas adoraria colaborar, algum dia, em alguma coisa. Droga! Desapontado, achei que receber um e-mail dele era o suficiente. Minha vida estava feita de novo.”

Diálogo online entre Dave Grohl e David Bowie

Dave Grohl acabou respondendo a mensagem: “Ei, obrigado por ouvir a música. Espero que você esteja bem e me avise se quiser fazer música junto em algum momento”. Surpreendentemente, David Bowie respondeu, um minuto depois: “Bem, temos um acordo. Agora, cai fora”.

Grohl diz que a expressão no rosto dele foi “imediatamente de sorriso de um gato tirando uma soneca em uma tarde amena para o choque e horror de seu primeiro exame de próstata”. Sem saber se Bowie estava falando sério ou apenas sendo sagaz, o eterno baterista do Nirvana afirma que respondeu “qualquer coisa só para ver se estava enfrentando o pior pesadelo da vida”.

Leia também:  Creed realiza primeiro show em nova reunião

“Vejo você de novo daqui outros 17 anos”, respondeu Dave Grohl. Em segundos, David Bowie enviou outra mensagem: “Não se eu te vir primeiro”.

Grohl emendou: “O quê? Sem mais festas de aniversário no Madison Square Garden?”. Bowie, então, concluiu: “Sem mais aniversários. Acabei com isso”.

A parte triste

Por fim, o eterno baterista do Nirvana refletiu sobre a última resposta do “camaleão”, colocando em perspectiva o fato de ele ter se tornado um sujeito bastante recluso a partir dos anos 2000. Bowie chegou a sofrer um problema cardíaco enquanto se apresentava em um festival em 2004, parando de fazer shows. Sua última apresentação musical foi em um evento de caridade, em 2006. Ele faleceu em 2016, aos 69 anos, vítima de câncer.

Leia também:  Tradição e vanguarda dão o tom do Pearl Jam em “Dark Matter”

“Olhar para trás é olhar com uma lente embaçada. É fácil deslizar nos tons escuros do revisionismo se você não tem cuidado. Momentos são momentos e devem ser valorizados assim. O mundo não tinha ideia que David estava doente e morreria dois dias após lançar seu álbum final, ‘Blackstar’. Relembro dele com muito carinho e tristeza, especialmente por essa última troca de mensagens.”

O músico disse que seu coração fica partido ao reler a frase “Sem mais aniversários. Acabei com isso”.

“Li pensando que, talvez, ele soubesse de algo que não sabíamos. Sendo o cavalheiro que sempre foi, ele não queria que a gente sofresse a dor dele. Mesmo assim, ainda dói. Nada dura para sempre, mas as melhores coisas sempre acabam cedo demais.”

Por fim, um trecho da música “Blackstar” foi colocado:

“Algo aconteceu no dia em que ele morreu; O espírito subiu um metro e então se afastou; Alguém tomou seu lugar e bravamente gritou: sou uma estrela negra.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA hilária e posteriormente emotiva troca de e-mails que Dave Grohl teve...
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades