Como o Testament influenciou o Sepultura, de acordo com Andreas Kisser

História entre ambas as bandas vai além de teste do vocalista Chuck Billy para se juntar ao grupo brasileiro nos anos 1990

As trajetórias de Testament e Sepultura se conectaram algumas vezes. A história mais conhecida se deu quando a banda brasileira testou o vocalista Chuck Billy como uma das possibilidades para substituir Max Cavalera.

Durante participação em 2022 no podcast Behind The Vinyl (com transcrição do Blabbermouth), Andreas Kisser falou sobre outra ligação entre ambos os grups: a participação do guitarrista Alex Skolnick em “SepulQuarta”, recente álbum de colaborações do Sepultura registrado durante a pandemia.

- Advertisement -

O membro do Testament participou da versão de “Vandals Nest”, faixa originalmente gravada para o disco “Machine Messiah”, de 2017.

“Alex é um mestre, um dos melhores guitarristas. Por conta de sua influência do jazz, ele tem uma visão do metal que é muito única. Alex é capaz de tocar algo de Allan Holdsworth, Exodus ou Metallica com a mesma vibração e domínio técnico.

Leia também:  Como foram os últimos shows do Slayer no Brasil e a despedida geral, em 2019

Em seguida, Kisser exaltou a influência do Testament no som do Sepultura.

“O Testament foi uma inspiração para o Sepultura, especialmente nos primeiros discos deles, como ‘The Legacy’ e ‘The New Order’. Eles nos inspiraram a tentar coisas diferentes em ‘Schizophrenia’ e ‘Beneath the Remains’, como harmonias nos solos.”

Sepultura, Testament e Chuck Billy

Como já destacado, Chuck Billy foi um dos vocalistas testados para entrar no Sepultura após a saída de Max Cavalera.

Ele até gravou uma versão para “Choke”, música do álbum “Against” (1998) que foi usada para as audições dos possíveis cantores. A demo pode ser conferida no player abaixo.

Em entrevista à Metal Hammer em 2020, Chuck confirmou ter participado por conta das incertezas que rondavam o futuro de sua banda à época.

Leia também:  A única e bizarra ocasião em que Gene Simmons ficou chapado

“Quando fiz o teste para o Sepultura, em 1997, o Testament estava sem contrato com gravadora. Achei que poderia ser o fim, então me adiantei em buscar outra coisa. Eles adoraram minha demo, mas já tinham escolhido Derrick Green.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesComo o Testament influenciou o Sepultura, de acordo com Andreas Kisser
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades