O que Elvis Presley achava do Kiss, segundo meio-irmão do cantor

Billy Stanley apresentou a banda ao cantor através do álbum “Alive!”; guitarra de Ace Frehley chamou atenção

Billy Stanley, filho da segunda esposa de Vernon Presley, pôde mostrar a Elvis Presley uma novidade do rock dos anos 1970. Após assistir um show do Kiss, o meio-irmão do rei comprou o álbum “Alive!”, responsável por elevar o quarteto ao status de estrelas.

Conforme contou ao Artists on Record (com transcrição do Ultimate Classic Rock), ele estava ouvindo o disco no último volume em Graceland, casa da família e atual museu aberto ao público. Foi quando Elvis apareceu e demonstrou interesse pelo som.

“O som estava no último volume e eu tocava air guitar. Ele apareceu e perguntou: ‘o que você está ouvindo?’ Respondi: ‘é uma banda chamada Kiss’. Mostrei a capa do álbum e ele disse: ‘uh… ok’. Então se sentou no sofá, olhando o encarte, e disse: ‘ok, entendi!’.”

- Advertisement -

O que mais chamou a atenção de Elvis Presley

Uma faixa em específico chamou a atenção de Elvis Presley, a última do tracklist.

“Ele disse: ‘toque aquela música de novo’. Era ‘Let Me Go Rock and Roll’. Eu toquei. Na verdade, toquei duas vezes e fiquei surpreso quando ele disse: ‘toque de novo’. Toquei de novo. Eu disse: ‘o que você acha?’ Ele disse: ‘Bem, eu entendo a coisa toda. Você sabe, Kiss – Keep It Simple, Stupid (mantenha as coisas simples, estúpido). E eles se maquiaram para poder andar por aí quando saírem do palco. Ninguém os vê e sabe quem eles são ou algo assim. Boa ideia’.”

Um integrante do Kiss em específico o despertou maiores reações. Não à toa, o mesmo que se tornou o preferido de muitos fãs até hoje.

Leia também:  Morgan Freeman volta a criticar Mês da História Negra nos EUA

“Ele disse: ‘Billy, ouça. É um groove dos anos 50. Mas preste atenção no guitarrista’. Eu respondi: ‘Ele se chama Ace Frehley’. Ele disse: ‘Esse cara tem alguns licks de guitarra pornográficos. Eu realmente gosto dele’. Antes de sair da sala, ainda falou: ‘Saquei a deles – são três acordes e uma nuvem de poeira. É assim que se faz. Você deixa o público querendo mais. Tenho certeza que é assim que eles fazem em suas apresentações ao vivo’.”

Lisa Marie Presley também curtia

Elvis não foi o único. Lisa Marie, filha do rei (falecida há pouco), se tornou grande fã do Kiss.

“Fiquei bastante surpreso em como ela curtiu. Mesmo assim, não falou nada a Elvis, não queria que fosse atrás deles e a apresentasse como sua filha.”

David E. Stanley, mais conhecido como Billy, conviveu com o meio-irmão até os 17 anos. Ainda hoje, é responsável por uma série de projetos relacionados ao artista, tendo escrito livros e supervisionados obras audiovisuais sobre sua história.

Kiss e “Alive!”

“Alive!” vendeu mais de 2 milhões de cópias apenas à época do lançamento nos Estados Unidos, salvando a carreira do Kiss e também da gravadora, Casablanca Records, que apostou as últimas economias no lançamento. Permaneceu na parada local por 110 semanas, de longe a performance mais bem-sucedida do grupo.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO que Elvis Presley achava do Kiss, segundo meio-irmão do cantor
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades