Peter Frampton achava que carreira solo era o maior erro da vida

Impressão durou 5 anos e só se desfez após sucesso de “Frampton Comes Alive!”, álbum com mais de 12 milhões de cópias vendidas

O Humble Pie estava em pleno crescimento de popularidade quando Peter Frampton resolveu seguir outro caminho.

Após perceber que gostaria de ter controle completo sobre seu trabalho, o guitarrista decidiu que era hora de buscar sucesso solo. Porém, todo salto no desconhecido traz insegurança. Não seria diferente nesse caso.

- Advertisement -

Em entrevista à mais nova edição da revista Guitar World, o músico falou sobre seus medos no período.

“Logo após eu sair o disco ‘Rockin’ The Fillmore’ estourou nas paradas mundiais. Por 5 anos achei que tinha cometido o maior erro da minha vida. Isso só mudou quando ‘Comes Alive’ virou sucesso. Tudo dependia de mim naquele momento. Pensei: ‘Se jogar minhas cartas direito e fizer muitas turnês, talvez seja meu primeiro disco de ouro’. Uma semana depois aconteceu. Ele saiu e simplesmente explodiu.”

Frampton Comes Alive!” (1976) teve mais de 12 milhões de cópias comercializadas em todo o mundo. É um dos trabalhos mais vendidos de todos os tempos em sua categoria.

Leia também:  A inspiração por trás de “Wanted Dead or Alive”, hit do Bon Jovi

A despedida de Peter Frampton

Peter Frampton realizou o último show de sua carreira no dia 16 de novembro passado, em Düsseldorf, Alemanha.

Aos 72, ele anos está se retirando de cena por conta da miosite com corpos de inclusão, doença autoimune que causa enfraquecimento dos músculos, com ênfase nos braços e pernas. Por conta disso, realizou suas derradeiras apresentações sentado.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPeter Frampton achava que carreira solo era o maior erro da vida
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades