Foto: Helge Øverås / CC BY-SA 4.0

O melhor álbum do Rainbow na opinião de Ronnie James Dio

Cantor surpreendeu e optou por disco que não costuma ser o mais citado entre os fãs

Ronnie James Dio foi a voz dos três primeiros álbuns de estúdio do Rainbow – além do ao vivo “On Stage”. Foi mandado embora por Ritchie Blackmore por não se adequar à proposta mais comercial que o guitarrista buscava para o grupo.

Em entrevista ao jornalista Mark Kadzielawa no ano de 1994 (transcrita pelo Rock and Roll Garage), o saudoso cantor relatou qual seu disco preferido dessa fase da carreira.

“Assim como no caso do Elf, escolho o primeiro. Este é um álbum maravilhoso. Eram três músicos iguais nos discos. Eram as pessoas com quem eu cresci.

No final das contas, e com razão, mudamos a formação porque eles não estavam se encaixando no que estávamos buscando. Mas, novamente, o primeiro álbum com Ritchie foi provavelmente um dos passos mais importantes da minha vida. Aprendi o que devia e não devia fazer. Foi graças a ele o início do meu sucesso.”

Curiosamente, muitos fãs citam o seguinte, “Rising”, como preferido. Mas Ronnie discordava.

“O primeiro é o melhor para mim. ‘Rising’ tem muita autoindulgência no lado B (nota da redação: a segunda metade conta com as músicas mais longas, ‘Stargazer’ e ‘A Light in the Black’). Acho o primeiro lado ótimo. Tem músicas reais nele. O segundo foi: ‘Ei, vamos tocar um solo de bateria por 18 minutos. Ei Ritchie, você também pode tocar mais guitarra’.”

Sobre o melhor álbum do Rainbow para Dio

Lançado em 4 de agosto de 1975, “Ritchie Blackmore’s Rainbow” foi gravado quando o guitarrista ainda era membro oficial do Deep Purple. O músico só se despediu da banda entre a turnê do álbum “Stormbringer” e o lançamento desse disco.

A formação que registrou o play nunca se apresentou ao vivo. As fotos de palco no encarte foram tiradas em apresentações do Deep Purple e do Elf.

Além de 7 faixas originais, o tracklist reúne versões para “Black Sheep of the Family”, do Quatermass e “Still I’m Sad”, do Yardbirds. O trabalho chegou ao 11º lugar na parada britânica, além de 30º nos Estados Unidos.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
14
Share