Quando o Aerosmith foi processado pelos próprios fãs por show cancelado

Evento deixou de ocorrer por problemas de logística, mas público não engoliu justificativa e foi atrás de seus direitos, ganhando na Justiça outra apresentação

Fãs costumam ser pessoas bastante tolerantes com artistas. Por pior que uma nova música seja, por maior que seja a pisada na bola, as figuras nos holofotes costumam ser imunes a críticas ou reações de qualquer natureza. Uma rara exceção se aplica aos admiradores do Aerosmith em Maui, no Havaí. Após o cancelamento de um show em 2007, uma ação coletiva contra a banda foi perpetrada por um grupo de adeptos.

A apresentação ocorreria no War Memorial Stadium. O grupo alegou problemas de logística que seriam de responsabilidade da produção local. Porém, o público não engoliu a justificativa.

A advogada Brandee Faria estava por trás da ação e acreditava que os fãs mereciam uma compensação além do reembolso dos ingressos. Ela estimou o custo do cancelamento entre US$ 310 mil e US$ 1,9 milhão entre compras de ingressos e despesas de viagens. O público esperado girava em torno de 9 mil pessoas.

À época, o Aerosmith foi acusado de priorizar uma apresentação dois dias antes em Chicago, que levaria o dobro do público de Maui. O show originalmente aconteceria dia 10 de setembro, mas passou para 24, enquanto o concerto no Hawaii seria dia 26. Com isso, a banda não teria tempo hábil para despachar seu equipamento até a ilha.

Aerosmith vai a Maui

Depois de dois anos, o caso foi finalmente resolvido, e o Aerosmith concordou em revisitar a ilha para um show em 20 de outubro de 2009. No entanto, os fãs que tentaram processar a banda só tiveram direito ao equivalente a um ingresso gratuito para o show reorganizado.

Posteriormente, o vocalista Steven Tyler também comprou uma propriedade na área, onde mora até hoje. Em entrevista de 2018 ao Maui News, o cantor destacou:

“Casei em 1988, tive filhos e sempre vinhamos a Maui para as férias de Natal e ficávamos no hotel Four Seasons. Para manter a forma, eu corria até La Perouse e havia uma casa que era a mais louca que já tinha visto. Apaixonei-me por ela.

O ‘American Idol’ me proporcionou um ótimo salário. Fiz uma oferta pela casa e consegui. Eu moro aqui há cinco anos. É um sonho tornado realidade. Sempre que volto caio de joelhos e agradeço a Deus.”

Curiosamente, apesar de todo esse amor, o Aerosmith nunca mais voltou a tocar por lá. Vai entender…

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
7
Share