Curiosidades Destaque

Como Eye of the Tiger, do Survivor, foi parar em Rocky III


Quando se fala no icônico personagem Rocky Balboa, interpretado por Sylverster Stallone e protagonista de uma série de filmes, logo vem à mente o riff da música ‘Eye of the Tiger’, do Survivor, trilha da terceira produção da franquia, ‘Rocky III’. A história que fez a canção parar na trilha do longa é um tanto curiosa e indica que a banda americana de AOR não era a primeira opção para aquele trabalho.

Formado em 1978 pelo guitarrista Frankie Sullivan e pelo tecladista Jim Peterik (que também tocava guitarra ocasionalmente), o Survivor já havia lançado dois álbuns, ‘Survivor’ (1979) e ‘Premonition’ (1981), com pouco destaque. A banda até conseguiu colocar ‘Poor Man’s Son’, do segundo disco, em 33° lugar das paradas dos Estados Unidos, mas os caras ainda não haviam chegado a um hit concreto.

No fim de 1981, Sylverster Stallone deixou uma mensagem na secretária eletrônica de Jim Peterik que nem o próprio músico acreditava. Ele conta que tocou várias vezes a gravação, sem acreditar que o ator, um astro mundial já naqueles tempos, o convidava para a trilha sonora de um novo filme.

Stallone chegou ao Survivor por meio de conexões em comum. O irmão dele, Frank, era cantor e fazia parte da mesma gravadora que a banda, a Scotti Brothers Records. Frank comentou, ainda, que havia adorado a já mencionada ‘Poor Man’s Son’, o que chamou atenção de Sylverster.

O ator precisava de uma música para embalar ‘Rocky III’, pois sua primeira opção foi negada: era ‘Another One Bites the Dust’, do Queen. A banda não autorizou o uso da canção, o que abriu caminho para que o Survivor fosse sondado.

‘Jovial’

Na ligação a Jim Peterik, Sylverster Stallone pediu algo “para a garotada”, que soasse “moderno” e com a pegada, justamente, de ‘Another One Bites the Dust’. Peterik se animou e falou com Frankie Sullivan, que também ficou empolgado. Os dois receberam um vídeo com cenas de ação de ‘Rocky III’, ficaram inspirados e criaram ‘Eye of the Tiger’.

O riff inicial da música busca reproduzir a ideia dos socos, tão presentes em um filme sobre… boxe. O título veio de uma frase do personagem Micky Goldmill, treinador de Rocky interpretado por Burgess Meredith. Em dado momento, ele diz: “Rocky, você precisa manter o ‘olho do tigre'”, em referência à cultura chinesa, que tem o olho do tigre como o “instinto assassino”. Nascia, ali, um hit.

Sucesso imenso

Todos, inclusive Stallone, gostaram muito do resultado final, mas ninguém imaginava o sucesso que ‘Eye of the Tiger’ acabaria fazendo. A música emplacou no primeiro lugar das paradas de Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Austrália, Canadá, Finlândia, Irlanda, Noruega e África do Sul. O single vendeu mais de 2 milhões de cópias só em território americano.

O êxito comercial da música embalou, ainda, as vendas do álbum também intitulado ‘Eye of the Tiger’. O disco chegou ao segundo lugar das paradas dos Estados Unidos e carregava outra música que chegou ao top 20 dos charts do país: ‘American Heartbeat’.

Problemas e novo hit

Infelizmente, o Survivor não conseguiu reproduzir o mesmo sucesso com o álbum seguinte, ‘Caught in the Game’ (1983). Pouco tempo depois, o vocalista Dave Bickler foi demitido da banda após ter problemas vocais.

O mais próximo que o Survivor chegou ao sucesso de ‘Eye of the Tiger’ foi, novamente, graças a Rocky Balboa. O quarto filme do personagem, ‘Rocky IV’, traz outra música da banda: ‘Burning Heart’, já com o novo vocalista Jimi Jamison, que chegou ao top 10 das paradas dos Estados Unidos (2°), Reino Unido (5°), Suíça (1°), Suécia (5°), Irlanda (2°) e França (2°), entre outros.

– Steve Perry é pago pelo Journey até hoje para banda seguir sem ele

Como as vendas do Survivor pareciam depender demais dos filmes, a situação começou a ficar insustentável após os álbuns não conseguirem bons números. Por isso, a banda entrou em hiato no ano de 1988, voltando em 1993, já sem o mesmo brilho de outros tempos.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Apaixonado por rock desde a pré-adolescência, começou a escrever sobre música na internet em 2007. Anos depois, co-fundou o site Van do Halen e trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia. Atualmente, é redator-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia sites como o Cifras, Ei Nerd e outros. Também é redator do Whiplash.Net, o maior site de rock e heavy metal do Brasil.
http://igormiranda.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *