Opinião

Chuck Berry, o mito que revolucionou o rock n’ roll



É muito difícil cravar quem realmente criou o rock n’ roll. Ou, ao menos, o padrão mais utilizado no estilo musical em questão.

Como em todo grande movimento artístico, houve um processo de colaboração inconsciente que creditou o feito a inúmeras pessoas. Vários músicos, em diferentes localidades, trabalhavam em algo semelhante, ao mesmo tempo, sem combinarem previamente uns com os outros.

No entanto, se fosse exigido nomear apenas uma pessoa pelo feito, não seria injusto escolher Chuck Berry. Não à toa, ele é chamado de “pai do rock n’ roll” por fãs, músicos e jornalistas.

O grande trunfo de Chuck Berry foi levar o blues e o R&B de suas raízes negras e colocá-los, em uma versão mais enérgica – o rock n’ roll -, à rotina dos adolescentes. Isto passou não só pela criação do novo gênero musical, mas, também, pela persona de rockstar.

A concepção

Chuck Berry desenvolveu uma versão mais “suja” e ainda mais dançante do R&B, com forte influência do blues. Além disso, foi Berry quem desenvolveu uma persona típica de estrela do rock, especialmente quando se fala da forma em que se portava nos palcos.

O comportamento explosivo dentro dos palcos também se refletiu fora dele. Chuck Berry teve inúmeros problemas com a lei. Foi Berry quem construiu, involuntariamente, a imagem do “roqueiro transgressor”.

A influência principal de Chuck Berry veio do blues de Muddy Waters e do jazz de Nat King Cole. Suas primeiras gravações, tidas como pioneiras no rock n’ roll por misturar R&B, blues, country, solos de guitarra e letras despretensiosas, aconteceram na metade da década de 1950.

Antes disso, Chuck Berry era um guitarrista de blues com Johnnie Johnson. Foi daí que suas bases se consolidaram para que, em 1955, ele moldasse o rock n’ roll com seu estilo despretensioso e explosivo de cantar e tocar guitarra.

Outros nomes como Bill Haley e Jimmy Preston fizeram o que se pode chamar de “proto-rock n’ roll”. Contudo, foi Berry o responsável pelo formato definitivo do gênero.

O legado

Chuck Berry influenciou os músicos mais importantes do rock em geral. Beatles, Rolling Stones e Beach Boys, três dos maiores nomes surgidos na década de 1960, foram alguns dos grupos que beberam da fonte de Berry.

Em artistas surgidos posteriormente, a influência de Chuck Berry ainda era notável. Não dá para imaginar nomes como AC/DC e Ted Nugent construindo suas carreiras sem a pegada de Berry.

Tudo começou com Chuck Berry. E ele continuará a ser lembrado por muito tempo. No dia 18 de março de 2017, Charles Edward Anderson Berry se foi, mas esta foi a data em que sua obra ganhou, em definitivo, o selo de “lendária”.

Veja também: Os 30 anos da primeira cerimônia do Rock And Roll Hall Of Fame


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *