Trabalhar com John Frusciante era “difícil”, diz técnico

O técnico de guitarra Dave Lee falou, em entrevista ao site JFEffects, sobre o trabalho com John Frusciante. O guitarrista, que integrou o Red Hot Chili Peppers entre 1988 e 1992 e de 1998 a 2009, não era a pessoa mais fácil com a qual poderia se trabalhar, segundo o profissional.

“John era muito educado e tinha um grande coração. Às vezes ele era ‘difícil’. Ficava frustrado facilmente e se sentia oprimido. É muito emocional. E seu humor muda por qualquer coisa. Eu o amo como pessoa, mas mas preferi manter nosso relacionamento como ‘trabalho’ do que como amizade”, afirmou.

- Advertisement -

Dave Lee também falou sobre a rotina de trabalho do Red Hot Chili Peppers. “Os Chili Peppers têm uma boa organização. A equipe é boa e toma decisões confortáveis para nós (bons hotéis e arranjos de viagem). De resto, é o mesmo de outras bandas. Montar equipamento, fazer show, desmontar, ir ao ônibus”, disse.

O profissional também foi questionado se chegou a ouvir algum material solo de John Frusciante. “Para ser honesto, o trabalho solo de John foi gravado tão próximo e tão rapidamente que é um borrão para mim. Lembro de gostar mais do material de ‘Ataxia’. Joe Lally é a pessoa mais legal do mundo”, afirmou.

Leia também:  Odin’s Krieger Fest leva Wind Rose e Dogma para 4 cidades do Brasil em julho

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasTrabalhar com John Frusciante era "difícil", diz técnico
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades