Notícias

Baterista do Scorpions é preso em Dubai por xingar islamismo e mostrar nádegas



O baterista James Kottak, do Scorpions, ficará preso por um mês na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, de acordo com informações divulgadas pelas autoridades locais. 
O músico estava em um voo oriundo de Moscou no dia 3 de abril e consumiu algumas taças de vinho até chegar aos Emirados Árabes. Ele entrou no setor errado da aeronave e, por conta disso, começou a xingar os muçulmanos, ofendeu os passageiros e mostrou as nádegas aos presentes. 
Segundo um oficial, o baterista também insultou o islamismo. Ao ver os passageiros, afegãos e paquistaneses em sua maioria, Kottak também teria coberto o próprio nariz e afirmado que não viajaria com eles. Com exceção da ingestão de álcool – estar alcoolizado já configura crime no país -, o músico negou todas as acusações. 
O músico permaneceu preso provisoriamente no país, no início do mês, e não se apresentou com o Scorpions no show do Grande Prêmio de Fórmula 1 em Bahrein, que aconteceu no dia 5 de abril. O substituto foi Mark Cross. Agora, ele terá de passar mais 30 dias recluso. 

Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *