Notícias

Líder do Machine Head culpa fãs jovens pela “decadência do rock”



Em publicação recente no blog da banda Machine Head, o líder do grupo Robb Flynn criticou o atual cenário do rock, bem como a postura dos fãs mais jovens. 
“A indústria musical apagou a chama da criatividade. Ninguém é encorajado a arriscar e a descobrir algo porque tudo está em torno das vendas na primeira semana de lançamento, execuções inúteis de rádio e o sucesso da última turnê”, disse. 
Para ele, a música perdeu a importância. “Os dois maiores discos de rock de 2013 venderam só 400 mil cópias, sem nem mesmo conquistar disco de ouro. A música serve de pano de fundo para uma competição”, afirmou. 
Ele acredita que uma prática em particular de fãs mais jovens está acabando com o rock. “Para que devo ir a um show quando posso ver vídeos dele no YouTube e falar que a banda é uma b*sta ao vivo? Sinto falta de quando os shows tinham importância. A tecnologia que temos agora deveria nos conectar, mas está me fazendo ficar mais desconectado do que nunca”, disse. 

Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *