Do nada, Tony Iommi publica áudios de “Born Again” no YouTube

Quatro faixas do álbum gravado com Ian Gillan foram disponibilizadas sem explicações, levando a especulações sobre relançamento remixado

O guitarrista Tony Iommi surpreendeu ao incluir em seu canal do YouTube algumas faixas do álbum Born Again, lançado pelo Black Sabbath em 1983. O único registro do grupo com o vocalista Ian Gillan (Deep Purple) é um dos mais pedidos pelos fãs quando se fala em remixagem e remasterização, justamente por ter uma sonoridade abafada e diferente.

­

- Advertisement -

O perfil de Iommi na plataforma já conta com áudios das versões remasterizadas dos álbuns “Headless Cross” (1989), “Tyr” (1990), “Cross Purposes” (1994) e “Forbidden” (1995, este também remixado pelo guitarrista). Esses discos saíram no box set “Anno Domini 1989-1995”, lançado em maio. Porém, agora quatro faixas de “Born Again” foram incluídas à página online.

São elas as vinhetas “The Dark” e “Stonehenge”, além de “Trashed”, que abre o disco, e “Disturbing the Priest”, famosa pela interpretação de Gillan. Como nenhum anúncio foi feito, fica difícil entender o motivo dessas faixas estarem no canal — ainda que seja possível especular a respeito de um relançamento — e por que só elas, e não o registro todo, foram disponibilizadas.

Confira a seguir.

“Born Again” se tornou uma espécie de álbum “cult” na discografia do Black Sabbath com o passar do tempo. O disco contou com três dos músicos originais do grupo — Iommi, o baixista Geezer Butler e o baterista Bill Ward —, além de Gillan. É lembrado pela sonoridade ainda mais pesada do que o habitual, fruto de um autofalante queimado no amplificador usado para a guitarra de Iommi, além de problemas em estúdio relatados pelo próprio músico.

Tony Iommi e a remixagem de “Born Again”

Por contar com um número considerável de admiradores – e por ter provavelmente o pior som na discografia do Black Sabbath –, “Born Again” é um dos relançamentos mais aguardados desde que Tony Iommi começou a mexer nos álbuns lançados por sua banda. Em 2023, quando o disco completou 40 anos, o guitarrista falou sobre o processo de remixagem em entrevista ao Trunk Nation (via Blabbermouth):

Leia também:  Suicidal Tendencies e família crossover abrem turnê brasileira com show no Rio

“Assim que mencionei que estávamos pensando em remixá-lo, as pessoas pensaram que eu já estava trabalhando nisso. Mas precisávamos passar pelos outros álbuns do catálogo antes de chegar nele. Agora, as fitas estão sendo transferidos de bobina a bobina para o digital, para que possamos dar uma olhada adequada. Mas, novamente, tudo leva tempo e tem que ser feito em etapas. Esperamos lançar todo o material em algum momento. É apenas uma questão de passar por isso pouco a pouco, na verdade. E eu sei que as pessoas ficam ansiosas, mas leva tempo.”

O líder do Black Sabbath também falou sobre os problemas enfrentados durante as gravações do álbum, que ajudam a tornar o trabalho atual mais difícil. Iommi afirma não entender exatamente até hoje o que aconteceu com o som de “Born Again”. Ele disse:

“Bem, quando ele foi originalmente gravado, no estúdio soava muito bem. Nós amamos o resultado. Saímos em turnê, deixamos na mão de outras pessoas e, de alguma forma, o som ficou abafado. Se foi da prensagem ou alguma outra coisa, eu não sei. Quando ponho para tocar, há partes onde digo, ‘Oh, isso deveria ter sido mais alto, isso deveria ter sido mais proeminente’ – bateria ou o que quer que tenha sido. Há coisas que realmente precisam ser ajustadas, porque há algumas músicas muito boas.”

O guitarrista pretende fazer o que for possível, mas indicou que levaria tempo. Iommi concluiu dizendo:

“Eu quero poder pegar as fitas novamente, realmente ouvir bem e ver o que precisamos ajustar, mudar, torná-lo um álbum com melhor som.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasDo nada, Tony Iommi publica áudios de “Born Again” no YouTube
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades