Notícias

Duas crianças latinas são retiradas da Síria com ajuda de Roger Waters



Duas crianças de Trindad e Tobago, levadas para a Síria por seu pai após juntar-se ao Estado Islâmico, estão sendo retiradas do país asiático e levadas para sua terra natal com a ajuda de Roger Waters, ex-integrante do Pink Floyd. A informação foi divulgada pela agência de notícias France-Presse, mencionando o advogado da família como fonte.

As crianças foram entregues à sua mãe, na cidade síria de Qamishli, após Roger Waters aceitar pagar por todas as despesas ligadas à repatriação, incluindo a viagem da mulher até a Síria e o retorno, com as duas crianças, para Trindad e Tobago.

O que Roger Waters pensa quando dizem que ele não deve falar sobre política

Os garotos, chamados Ahub e Mahmud Ferreira, têm 7 e 11 anos, respectivamente. Eles foram sequestrados pelo próprio pai, no ano de 2014, e levados para a cidade de Raqa, considerada a capital do Estado Islâmico na Síria.

Após terem sido encontrados, os meninos se mudaram para áreas sob controle das Forças Democráticas da Síria (SDS). O pai dos garotos se casou com outra mulher e, pouco tempo depois, acabou morto em meio aos conflitos locais. O final feliz para as crianças só foi possível mediante ajuda de Waters, já que, segundo os advogados, a mãe não fazia ideia de onde os filhos estavam, nem teria condições de trazê-los de volta.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *