Notícias

Fotógrafos revelam perrengues e exigências de artistas do Rock In Rio


Uma matéria publicada pelo site UOL revela os bastidores dos fotógrafos que trabalharam na cobertura do Rock In Rio. O festival é repleto de peculiaridades nessa área: além da distância que os profissionais precisam percorrer, é necessário cumprir à risca as solicitações dos artistas que vão se apresentar.

Uma das fotógrafas entrevistadas foi Bruna Prado, que trabalhou em todos os sete dias do Rock In Rio. Ela revelou que os profissionais têm “entre duas e três músicas para tirar as fotos” em cada apresentação.

A tarefa fica um pouco mais complicada com algumas exigências feitas pelos artistas. Bruna Prado afirmou que algumas bandas com “caras mais velhos” não permitem que as imagens sejam feitas de forma próxima, como “Tears For Fears, Guns (N’ Roses) e Aerosmith”.

Especificamente sobre o Guns N’ Roses, a fotógrafa disse, aos risos: “O Guns botou a gente bem distante, com a luz baixa porque o Axl não quer aparecer por conta do estado que está”.

Ainda durante a interessante reportagem, Bruna e outros fotógrafos comentam sobre casos de “estrelismo” de outros artistas e a falta de segurança para exercer a profissão nas ruas, entre outros assuntos. Clique aqui e leia a matéria do UOL na íntegra.


Igor Miranda
Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Escreve sobre música desde 2007. Atualmente, é redator do Whiplash.Net, o maior site sobre rock e heavy metal do Brasil. Também é editor-chefe da revista e site Guitarload, para guitarristas, e redator do site Revista Cifras, a página editorial do portal Cifras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *